Receita de Molho de Cogumelos com Vinho Branco!

??????????????

Molho simples com combinações exatas.Compreender o ingrediente e saber o melhor do seu uso é respeitar o incrível da natureza e criar a melhor experiência de sabor (de sentidos) possível. Esse molho banha uma massa com força e tranquilidade, plenitude. Banha uma carne como um abraço gentil, que torna comê-la uma experiência afetiva e querida. Também pode ser base para dar fundo, sabor, genialidade e carinho à muitos pratos. É um presente poder fazer e comer isso. Receita completa abaixo, dividida com alma, com carinho.

Shitake com amor.

Shitake com amor.

Ingredientes (para uma quantidade que renda aproximadamente 2 porções  – que cobririam, por exemplo, 2 pratos de alguma massa):

  • Aproximadamente 100 g de cogumelos frescos (Eu usei shitake, shimeji também fica ótimo).
  • 1 colher de sopa de manteiga (Nem pensar em substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque)
  • 1/2  xícara de chá de vinho branco
  • 1/2 xícara de chá de água filtrada
  • 2 colheres de sopa de shoyu
  • 1 colher de sopa de molho inglês
  • 1 dente de alho triturado
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Tomilho à gosto
  • Sal à gosto
  • Salsa picada ou desidratada à gosto

Modo de preparo:

Derreta a manteiga em uma panela, então acrescente os cogumelos, mexa e deixa fritar na manteiga por uns 2 minutos. Então acrescente todos os outros ingredientes (exceto a salsa) e deixe reduzir, deixe por pelo menos 10 minutos fervendo. Vá verificando o sal, acerte para tingir seu gosto. Se achar que o molho secou muito acrescente mais água para deixar na consistência desejada – sempre que por água deixa incorporar. Esse molho fica mais ralo e não tão grosso – se quiser uma consistência mais cremosa faça uma receita de roux e acrescente (para obter o roux é só derreter em uma panela 1 colher de manteiga, colocar uma colher de farinha de trigo e deixar cozinhar, mexendo sempre, por um minuto, e então acrescentar na receita). Prontinho! Finalize com a salsa e sirva com massas, carne ou com o que sua imaginação permitir!

Bon appétit!

Anúncios

Receita de Guacamole!

??????????????

Guacamole com Nachos!

Gastronomia com todas as cores, intensa, dramática, que arde. Qualquer um pode sentir a presença marcante da culinária mexicana em casa. Guacamole é simples de fazer, mas é marcante – comida que leva a gente para outro lugar, que diz algo de algum outro canto a cada colherada – Isso é bom pra caramba, demais da conta, à beça! Confira receita abaixo!

Ingredientes:

  • 1 Abacate (médio)
  • 1 tomate e meio picado em cubos
  • 1 dente de alho esmagado
  • Meia cebola média picada
  • Suco de 1 limão
  • Coentro fresco à gosto
  • Sal à gosto
  • Pimenta à gosto – opcional (use a que preferir, eu gosto da pimenta-dedo-de-moça cortadinha em pedaços minúsculos).

Modo de preparo:

Em um recipiente despedace o abacate (ou o corte em cubos), não deixe que vire um mingau, não esmague demais! É importante que fique pedaços inteiros. Acrescente todos os outros ingredientes e misture o suficiente. Pronto! Cor, amor e intensidade!

20150708_205424

Ovo poché com molho de vinho tinto (Oeufs en meurette) e Risoto Funghi – Veja como fazer!

20150903_210813

Ovo poché com molho de vinho tinto (Oeufs en meurette) sob uma torrada, com risoto funghi. O risoto talvez fosse dispensável nesse prato, mas meu desejo era esses aromas todos juntos. Nossos  desejos às vezes não são catalogados ou conhecidos, são estranhamente não compreendidos ou aceitos, ao mesmo passo que são lindos e autênticos. A cozinha expressa a possibilidade de realizar-se, de simbolicamente dizer em um prato o que queremos dizer em um mundo. Nos links abaixo você encontra a receita completa desse menu, em sua intuição você encontra o caminho para seus desejos autênticos, próprios.

Clique aqui e veja como fazer o perfeito Ovo Poché!

Clique aqui e veja como fazer o molho de vinho tinto!

Clique aqui e veja como fazer o Risoto de Funghi!

Como fazer Molho de Manteiga e Sálvia (Perfeito para Nhoque)!

O molho de manteiga e sálvia se resume em fritar as folhas de sálvia na manteiga. Parece simplérrimo e pouco interessante para alguns, mas esse é o tipo de encontro absolutamente perfeito. A manteiga fica completamente perfumada e intensa e a sálvia fica crocante. Banhar uma massa com esse molho é mais que suficiente para uma experiência incrível. Sobre a poesia do simples, sobre encontros singelos que entregam muito mais do que podíamos esperar.

Para fazer o molho você precisará de apenas:

  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 16 folhas de sálvia fresca

Para fazer: Coloque a manteiga em uma frigideira em fogo médio. Quando ela estiver derretida por completo adicione as folhas de sálvia e deixe fritar – até as folhas ficarem sequinhas e crocantes e a manteiga atingir um tom castanho – mas não marrom! Prontinho!

IMG-20160326-WA0005

Esse molho fica maravilhoso para regar um nhoque fresquinho feito em casa artesanalmente por você, e basta você clicar aqui sem medo e ver a receita de massa de nhoque que eu ensino a fazer, é mais simples do que você imagina e te fará muito feliz.

IMG-20160326-WA0015

Fazer molho de tomate caseiro em casa significa aprender.

20150823_110643

Tomates – A magnitude da natureza no ingrediente. 

Tanto falo sobre fazer em casa algo que quase sempre compramos pronto – O valor dessa experiência é compreender e construir com suas mãos os mágicos processos de transformação do alimento, cozinhar um ingrediente do inicio ao fim é experimentar de algum modo a magnitude da natureza que fazemos parte. Tempo nos falta às vezes para nos dedicar ao preparo de alimentos, mas se soubéssemos tudo que compõe essas experiências, arrumaríamos mais tempo para mergulhar na arte, no amor, na lição e no crescimento pessoal que cozinhar constrói. Ofereço aqui uma receita de molho de tomate caseiro, que faço com respeito à natureza orgânica do ingrediente, à natureza que somos parte. Compre tomates hoje, e não o extrato industrial. Clique aqui e acesse a receita do molho de tomate caseiro. 

Como fazer Molho de Vinho Tinto – Perfeito para servir com ovo poché!

20150908_193731

A magia da cozinha fica tão evidente quando juntamos 2 coisas que isoladas são apenas algo sem muito brilho, mas que juntas viram praticamente estrelas de Hollywood. Esse molho veste pratos com a roupa certa, encanta e abrilhanta (essa palavra existe?) muitos preparos simples. Ele fica sensacional para regar um humilde ovo poché, que deixará de ser humilde.

Ingredientes:

  • 1 cebola picada
  • Cerca de metade de um talo de alho-poró bem picado
  • 1 cenoura picada
  • 1 colher de sopa de bacon picado
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem.
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 500 ml de caldo de carne morno (o caldo que fica depois que uma carne é assada ou cozida é perfeito, bem melhor que os artificiais).
  • 1 colher de sopa de molho de tomate
  • 165 ml de vinho tinto
  • Tomilho à gosto
  • Louro á gosto
  • Salsinha à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto

Modo de preparo:

Comece a dourar o bacon em uma panela, espere 1 minuto e acrescente o azeite, os vegetais e temperos todos. Retire-os da panela com uma escumadeira e acrescente a manteiga na panela, espere derreter e coloque a farinha de trigo (faça um roux), mexa sempre até ficar em um tom mais escuro (um castanho bem escuro). Vá acrescentando aos poucos o caldo de carne morno, mexendo sem parar. Adicione a massa de tomate e vinho tinto e mexa até misturar bem tudo. Coloque de volta na panela o bacon com os vegetais que você havia tirado. Cozinha tudo em fogo brando por cerca de 15 minutos (não deixe ferver). Passe o molho na peneira, e então prove o sal, acertando se achar necessário. Prontinho! Você pode manter na geladeira por uns 5 dias, ou até congelar.

Como eu disse acima, com ovo poché fica divino! Bon appétit!

Clique aqui e saiba como fazer um perfeito ovo poché!

Frango grelhado com molho de laranja e tomilho, arroz com pimenta cambuci e abobrinha e cebola grelhada!

20150726_135304

Combinação que da certo, que dá amor e que dá pra fazer fácil A abobrinha e a cebola são grelhadas com um pouquinho de azeite e sal. Agora para saber como fazer o restante, clique nos links abaixo:

Arroz com pimenta cambuci

Frango grelhado (com um tempero especial à base de tomilho e laranja)

Molho de laranja e tomilho (para regar o frango)

Bom apetite!

Receita de Molho de Laranja e Tomilho!

20150726_135308

Filé de frango grelhado regado com o molho da receita.

Ainda sobre frango, tomilho e laranja – O último post do blog foi a respeito de um modo mágico de temperar frango – a lendária combinação de frango, laranja e tomilho – clique aqui e confira como fazer esse tempero. Depois de temperar o frango desse modo eu grelho ele,  e na hora de servir rego com esse molho  – também à base de laranja e tomilho. Regando o frango grelhado com esse molho deixamos o tom desses dois ingredientes mais presentes, sem excessos, casa lindamente. Confira como fazer:

Essa receita é para uma quantidade de molho suficiente para regar cerca de 7 filés de frango.

Ingredientes:

Modo de fazer: 

Primeiro prepare o roux: Derreta em uma panela pequena (ou frigideira) a manteiga, então acrescenta a farinha de trigo, mexa com um fouet por cerca de 1 minuto. Acrescente o suco da laranja e a água e mexa até dissolver – acrescente então todos os ingredientes e mexa por 2 minutos. Agora é só deixar o molho na consistência desejada – se achar muito grosso acrescente mais uma pequena quantidade de água e deixa incorporar, se achar muito liquido deixe reduzir. Prontinho! Regue seus filés grelhados em seguida e sirva.

??????????????

Molho de mostarda, mel e vinho branco – Um tom doce e suave para acompanhar!

?????

Molhos e sua magia! Às vezes eles podem ser tão perfeitos em um prato que protagonizam! Essa receita é uma variação do tradicional molho de mostarda e mel, acrescento nele vinho branco e um pouco de molho inglês, fica excelente para acompanhar saladas, quiches e frango  – ou o que você notar harmonia e quiser por. O tom adocica dele suaviza muitos pratos!

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de mostarda
  • 3 colheres de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de molho inglês
  • 2 colheres de sopa de vinho branco
  • Sal, sementes secas de coentro e pimenta-do-reino à gosto

Modo de preparo:

Basta misturar todos os ingredientes em um pote com uma colher! A consistência do molho é bem liquida mesmo. Se você achar necessário pode acrescentar uma quantidade maior de algum ingrediente que queira uma presença maior (quando quero um tom mais adocicado ainda acrescento mais mel, por exemplo). Vá equilibrando as quantidades de acordo com o seu gosto!

Receita de Molho Mornay (Opção tradicional ou com dose extra de Mostarda Dijon) – Suavidade e charme!

20150428_184124

O Molho Mornay é um lindo descendente do Molho Béchamel – Bem parisiense e carregado de sabor suave e charme, como não amar? O preparo é bem fácil, segue praticamente o mesmo processo do Molho Béchamel, com apenas 2 ingredientes a mais (Para ver a receita do Molho Béchamel clique aqui). Esse molho pode ser consumido com inúmeros pratos, desde um croque-monsieur até diversos tipos de massas. Eu o fiz essa semana adicionando uma dose extra de mostarda dijon, o que ficou maravilhoso! (dou abaixo a opção de preparo com a dose normal e com a dose extra de mostarda dijon). O combinei com o maravilhoso cappelletti de carne do Massas Romagnola (Clique aqui e conheça o Massas Romagnola), ficou sensacional! Não dá para morrer sem provar esse casal! Vamos ao preparo! (Essa receita rende aproximadamente o suficiente para acompanhar cerca de 350g de massa).

Ingredientes: 

  • 1 colher e meia de sopa de manteiga (Nem pensar em substituir por margarina! Clique aqui e saiba o porque)
  • 1 colher e meia de sopa de farinha de trigo
  • 300 ml de leite frio
  • De 1 colher à 1 colher e meia de café de sal (cuidado para não exagerar e cortar a suavidade do molho)
  • Meia colher de café de noz-moscada ralada (as raladas na hora tem mais presença)
  • Aproximadamente 50g de queijo parmesão ou gruyère ralado (eu prefiro por uma mistura dos dois!)
  • Meia colher de café de cravo-da-índia em pó
  • Mostarda Dijon (Para o preparo de um Mornay tradicional use apenas uma colher de café de mostarda dijon, e para o preparo de um Mornay com a dose extra de mostarda dijon que falei acima, acrescente 2 colheres e meia de café!).

Modo de preparo:

Primeiro faça o Roux (um preparo tradicional francês, que serve como base para muitos molhos). Ele consiste em cozinhar farinha de trigo na manteiga. Inicie pelo Roux da seguinte forma: Derreta a manteiga na panela e acrescente a farinha de trigo, então mexa sem parar com um fouet, por cerca de 2 minutos, até obter essa consistência, ó:

Quando estiver igual a segunda imagem é hora de colocar o leite e demais ingredientes!

Quando estiver igual a segunda imagem é hora de colocar o leite e demais ingredientes!

Então acrescente aos poucos o leite, sempre mexendo com o fouet. Em seguida acrescente o sal, a noz-moscada, o cravo-da-índia e a mostarda dijon (a quantidade de acordo com a opção de molho que você quer – o tradicional ou o com dose extra de dijon). Continue mexendo sem parar, em fogo baixo, por cerca de 5 à 8 minutos, até obter essa consistência (não deixe secar muito):

20150103_191115

Por último acrescente o queijo, mexa por 1 minuto e desligue! Prontinho! Abaixo sugestão de consumo – A opção com dose extra de dijon ficou MARAVILHOSA com o cappelletti de carne da Massas Romagnola! Coisa de sonho!

20150428_205131

Cappelletti de carne do Massas Romagnola com Molho Mornay com dose extra de mostarda dijon!

 20150428_184017