Tapioca significativa de banana e queijo!

Receita simples com uma combinação impactante – que revela toda potência e sutileza do nordeste do nosso Brasil. Um dos meus jeitos preferidos de comer tapioca. Faço em muitas tardes dessa vida, e esse é o tipo de preparo que me faz parar pra sentar na mesa de casa sozinho a tarde e respirar fundo, através da experiência sutil e boa com uma tapioca. Acho que essa receita me acalma, entende? Faz pra entender.

Ingredientes:

Atenção: Todas quantidades são a gosto, dependem do tamanho da tapioca e o quanto você gosta menos ou mais recheada. Coloque a quantidade que for vendo que faz sentido.

  • Tapioca
  • Queijo (melhor se for coalho)
  • Manteiga (melhor se for baiana, mas se não for, tudo bem)
  • Banana (melhor se for da terra, se não tudo bem também)

Modo de preparo:

Corte a banana em cubos/pedaços pequenos. Em uma panela ou frigideira, aqueça um pouco de manteiga e coloque a banana. Refogue por 1 minuto ou 2, só para a banana amolecer e ficar cremosa linda.

Em uma frigideira, coloque a quantidade de tapioca que for usar. Espalhe montando um disco liso e uniforme. Espere 1 minuto e vire. Coloque a banana que refogou na manteiga e o queijo em pedaços. Deixe uns segundos e então feche a tapioca, espere mais uns segundos até o queijo derreter. Tire e sirva passando um pouco de manteiga por cima para umedecer mais, é bom. Seja feliz comendo.

Clique aqui e acesse o meu Instagram – lá no IGTV tem video completo com todo passo a passo desse preparo!

Anúncios

Rocambole de carne moída recheado!

Receita absolutamente simples e deliciosa, que fica linda e conquista qualquer pessoa. Ela me conquistou há anos. Faço esse rocambole muitas vezes, é um dos pratos preferidos da minha mãe, então é uma receita que me lembra muito ela e nossa paixão em comum pela cozinha. Sabe quando você vai para a cozinha fazer algo e desde o inicio aquilo já te traz a memória de alguém e do seu afeto por esse alguém? Então. Aproveite a simplicidade e sabor lindo desse prato com alegria e entusiasmo. Se divirta fazendo.

Ingredientes:

  • 1kg de carne moída (uso sempre acém, patinho ou colchão mole)
  • Meia cebola média picada em cubos
  • 2 dentes de alho triturados
  • Temperos à gosto (eu uso páprica defumada, cominho, zathar e pimenta-do-reino – cerca de meia colher de chá de cada).
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo ou creme de cebola (ou mais, até dar liga suficiente)
  • Fios de azeite de oliva extra virgem
  • Cerca de 200g de presunto
  • Cerca de 200g de muçarela
  • Cerca de 1 colher e meia de chá de sal (se usar creme de cebola, use menos sal, equilibre)

Você precisará de uma folha de papel alumínio grande e de um molho para cobrir. Sempre uso molho de tomate. Clique aqui e veja uma receita de molho de tomate caseiro ou use o que você preferir.

Modo de preparo:

Em uma forma coloque a carne moída, acrescente a cebola, o alho, todos os temperos, fios de azeite e a farinha de trigo (ou creme de cebola, se for usar). Misture tudo muito bem até virar uma massa com liga, se a carne ainda ficar muito solta, acrescente um pouco mais de farinha de trigo.

Abra uma folha grande, retangular, de papel alumínio sob uma bancada, com a parte brilhante virada para cima, e abra a carne nela, deixando-a num formato retangular para depois enrolar o rocambole. Pressione a carne e ajeite as laterais para ficar firme e uniforme.

Coloque então uma camada de presunto e depois uma camada de queijo. As quantidades são a gosto, mas não encha muito, se não o rocambole não fecha direito! De 200g à 250g de cada é o ideal.

Com a ajuda do papel alumínio, vá fechando o rocambole, enrolando e cuidando para que o recheio vá ficando dentro. No final, una as partes da carne para grudar um lado no outro e fechar o rocambole. Com seus dedos, feche toda abertura, modelando bem para evitar que abra (é normal que vaze um pouco do recheio quando assar, mas quanto melhor você fechar mais garantia terá de que o recheio ficará dentro.

Após fechar por completo, feche com papel alumínio, deixe algumas partes do papel aberta para escapar vapor. Leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por cerca de 1 hora (1 hora para cada 1kg). Após 1 hora retire do forno, abra o papel e retire-o por completo. Volte para o forno e deixe dourar um pouco, por cerca de 15/20 minutos.

Pronto! Retire e regue com o molho de sua preferência, como falei, sempre rego com molho de tomate. Depois de colocar o molho gosto de levar ao forno por mais 5/10 minutos, mas é opcional!

No meu Instagram tem um video no IGTV completo com um passo a passo bem detalhado da receita! Clique aqui e veja lá! 

Bon appétit!

Como fazer Tikka Masala e viver a intensidade da cozinha indiana. 

O tikka masala é um frango feito em um molho perfumadíssimo, molho esse que hoje na Índia eles chamam de “curry” – lá o curry consiste em misturar especiarias até que virem um pó ou uma pasta para preparar um caldo intenso – o curry para eles é o caldo já pronto. Os ingleses quando chegaram na Índia se encantaram com a mistura de especiarias que os indianos faziam e chamaram essa mistura de “curry”, e isso deu origem ao temperinho de tom amarelo hoje muito popular, que é uma mistura de temperos. Então para nós o curry é aquele tempero amarelinho, para os indianos é o caldo picante e perfumado já pronto que envolve diversos pratos. Curry vem de “kari”, termo da língua tâmil para caldo temperado. Na Índia há muitos tipos de masala (termo que significa mistura de especiarias), cada região e cada família tem seu modo de fazer. A “garam masala” (que significa mistura de especiarias picante) é a base do tikka masala. A minha faço misturando o popular curry com outras coisas. Vem arder na emoção da cozinha indiana comigo, te ensino um tikka masala memorável de pedir socorro de tanto amor e intensidade.

Ingredientes (Serve de 6 à 8 pessoas):

Primeiro, faça seu “garam masala” – a mistura de especiarias que você usará para temperar o frango. Para 1kg de peito de frango, use as quantidades:

  • 1 colher e meia de sopa de curry
  • 1 colher de chá de páprica defumada
  • 1 colher de chá de açúcar mascavo
  • 1 colher de chá de coloral vermelho em pó
  • Meia colher de chá de cominho em pó
  • Meia colher de chá de cravo-da-índia em pó
  • Meia colher de chá de canela em pó
  • Para muita emoção: Meia colher de chá de pimenta caiena. Para média emoção: 1/4 de colher de chá de pimenta caiena. Para leve emoção: Uma pitada de pimenta caiena.

Misture todos os temperos e reserve.

Restante dos ingredientes:

  • 1kg de peito de frango cortado em cubos
  • 340 g de iogurte natural
  • 1 xícara de chá de leite de coco
  • 1 xícara de molho de tomate
  • 2 colheres de sopa de óleo de gergilim
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola picada em cubos
  • 3 dentes de alho triturados
  • 1 colher de chá de gengibre ralado
  • Caldo de meio limão
  • Sal à gosto
  • Coentro fresco picado

Modo de preparo:

Em uma tigela, coloque o frango e acrescente a gargam masala – a mistura de temperos que você fez. Acrescente metade do iogurte, o gengibre, o limão, metade do óleo de gergelim e cerca de meia colher de sopa de sal. Misture tudo e deixe marinar por 6 horas ou pelo menos 2.

Leve ao fogo médio uma panela grande para receber todo o frango acrescente a cebola e uma pitada de sal. Refogue ela até ficar transparente e então acrescente o alho, espere ele fritar. Então acrescente o frango que estava marinando. Cozinhe mexendo de vez em quando até o frango ficar totalmente cozido. Então acrescente todos os outros ingredientes (exceto o coentro) e deixe ferver até ficar um caldo com consistência de seu agrado. Se achar necessário coloque água para um caldo mais ralo – se colocar água sempre deixe ela ferver para incorporar totalmente o sabor. Quando desligar o fogo, finalize com coentro. Prontinho. Pra mim, o melhor jeito de comer tikka masala é com um arroz branco fresquinho.

Muffin de Croque-Madame,Omelete de Claras e Batatas Gratinadas Francesas!

20150616_192145

Muffin de Croque-Madame, Omelete de CLaras e Batatas Gratinadas Francesas.

Ingredientes simples que sempre tem na geladeira mexendo com meu coração e criatividade nessa exuberante noite de inverno. Muffin de croque-madame, omelete de claras e batatas gratinadas francesas (Gratin Dauphinois) – todos fáceis de fazer! Engraçado que os 3 pratos são aquelas coisas que a gente come e se sente abraçado. Tem amor quase que excessivo nesse prato, chega a ser brega, mas é muito bom!

Seguem links das 3 receitas:

Como fazer Muffin de croque-madame

Como fazer Omelete de claras

Como fazer batatas gratinadas francesas (Gratin Dauphinois)