Brócolis gratinado – a simplicidade emocionante e deliciosa de um clássico francês

Brócolis gratinado com crosta. Um prato francês originalmente feito com couve-for – “Gratin de chou-fleur avec une chapelure aux noisettes”. Mas se você não ama couve-flor, pode fazer com brócolis. A função mais bonita desse prato é ele tirar sorrisos surpresos na primeira garfada, porque as pessoas não esperam muito de um legume gratinado, mas há coisas bem emocionantes onde a gente menos espera.

Como fazer:

1) Cozinhe um brócolis inteiro (ou couve-flor) e reserve.

2) Faça um molho mornay, que é assim: Em uma panela derreta 1 colher de sopa de manteiga e junte 1 colher de sopa de farinha de trigo. Cozinhe até virar uma pasta clara (1/2 min), que se chama “ROUX”. Então desligue o fogo e junte 500 ml de leite frio, mexendo sem parar. Junte agora 1 colher de chá de mostarda de Dijon, pimenta, cravo-da-índia em pó (opcional), noz-moscada ralada e sal – esses últimos todos à gosto. Volte ao fogo e cozinhe até engrossar, mexendo sempre, e você terá um “MOLHO BÉCHAMEL”. Junte então 200g de algum queijo ralado ou cortado em pedacinhos e mexa até derreter e incorporar, e você terá um “MOLHO MORNAY”.
Roux, béchamel, mornay. Um virando o outro. Bonito essas 3 etapas, você não acha?

3) Misture o brócolis cozido com o molho e disponha tudo em uma travessa. Coloque por cima queijo ralado, avelãs quebradas em pedaços e migalhas de pão.

4) Leve ao forno pré-aquecido à 180 graus por 20 min – ou até gratinar. Pronto. Não esqueça de reparar na emoção da primeira colherada da sua cia na mesa, ou na sua própria – é a parte mais legal

Panqueca assada de queijo com geleia de fruta

Panqueca assada de queijo (hoje foi brie) com alguma geleia de fruta. Não importa o quanto a vida esteja esquisita, é muito reconfortante saber que se tivermos ovos, leite e alguma farinha, teremos panquecas e isso sempre significará uma chance singela para um recorte de paz no dia da gente. Acredito no potencial afetivo que as panquecas tem.

Como fazer:

Saia um pouco de tudo, respire o ar do seu tempo e então, numa tigela coloque 4 ovos, 1 pitada de sal e 50g de açúcar. Bata até ficar mais claro e fofo (com fouet, batedeira, tanto faz o caminho às vezes, contanto que você chegue lá em paz). Junte 2 colheres de sopa de farinha de trigo e 50g de farinha de amêndoas (se não tiver, substitua por 1 colher de sopa cheia de manteiga derretida mais 1/2 colher de sopa de farinha de trigo – não ficará a mesma coisa e com a farinha de amêndoas fica bem melhor, mas é um caminho possível, fazemos como dá e tudo bem). Incorpore. Junte 100g de creme de leite, 100 ml de leite e misture. Coloque toda a mistura em uma fôrma untada com manteiga e farinha e disponha por cima queijo (qual você quiser, eu amo que seja com brie e usei o da @queijosyema ) e também geleia de alguma fruta – quantidades à gosto, de acordo com seu olhar, vontade, intuição. Leve para assar em forno pré-aquecido à 180 graus por 30/40 min, até dourar e ficar firme. No que você fica pensando enquanto as coisas assam? Eu sempre penso no tempo… no tempo que as coisas levam para ficarem prontas.

Coma morno, ou frio. Com café ou outras bebidas que tenham sentido pra você hoje em dia.

Como fazer tapioca com recheio de queijo e shitake. 

Tapioca – uma das tantas coisas que a sagrada mandioca pode se tornar. O ingrediente mais incrível e representativo do Brasil pra mim é a mandioca. E a tapioca, essa filha querida dela, é marca da minha história. Invento tapiocas desde que eu tinha 8 anos. Ela me lembra outras horas – quando a cozinha, desde cedo, preenchia as tardes vazias da minha vida. Essa da foto é de queijo com shitake, uma das minhas prediletas.

Para fazer,  é só fazer assim: 

Corte shitakes malandramente frescos e os refogue na manteiga. Depois de uns dois minutos acrescente um pouco de molho shoyu. As quantidades de manteiga, shitake e molho shoyu tem que estar em coerência entre si. Coloque o suficiente para os ingredientes se abraçarem com harmonia e ficarem amigos. Depois de refogar tudinho bem gostosinho, devagarzinho, reserve. Coloque sua goma para tapioca na panela, torre o primeiro lado e quando virar, coloque uma fatia de um queijo bonito que você goste (os mais adocicados ficam bons) e em seguida coloque o shitake refogado. Feche e pronto. Coma com verdade, carinho e café, ou um suco, se quiser.

Mini-quiche de Alho-poró, Queijo e Amêndoas – Mas que gracinha!

Nessa foto eles estão regados com um Molho de mostarda, mel e vinho branco - confira link para receita desse molho abaixo!

Nessa foto eles estão regados com um Molho de mostarda, mel e vinho branco – confira link para receita desse molho abaixo!

Receita de mini quiche de alho-poró, queijo e amêndoas. Quiche, de “kuchen”, que significa bolo em alemão. Quiche é francesa, mas da região de Lorena, que já é quase Alemanha. O nome dos pratos fundem significados, brincam com a origem e contam a história de um lugar. O que os pratos guardam? Tanto. Quiches são pra mim um doce exercício de criatividade – é possível fazer tantos tipos, formatos, tamanhos, recheios… Enfim, é possível muita coisa com quiches. Essas são mini – pequenas e delicadas, úteis para muitas ocasiões. Alho-poró, queijo e amêndoas juntos deram um resultado que fez com que eu me sentisse abraçado, abraçado em Paris. Diria mais: Abraçado em Paris por alguém que me importe muito. Sendo assim, concluímos, meus caros, que essa mini quiche de alho-poró, queijo e amêndoas é uma forma de encontrar amor. Espero que você tente a receita, e que sinta algo importante ao fazer, ao comer.

Ingredientes:

Massa:

  • 90g de manteiga amolecida (um pouco menos da metade daqueles bloquinhos mais comuns de encontrar por aí). Nem pensar substituir por margarina – leia o artigo “Manteiga ou Margarina?” e entenda o porque!
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 colher de café de sal
  • 1 xícara e meia de farinha de trigo
  • 2 gemas
  • 2 colheres de sopa de água gelada

Recheio:

  • 4 ovos
  • 2 gemas
  • Claras (para pincelar a massa).
  • Aproximadamente 300g de creme de leite (fresco ou os de latinha)
  • 1 colher de chá de sal
  • Pimenta do reino à gosto
  • Noz-moscada à gosto
  • Alho-poró picado em rodelas
  • Amêndoas cortadas ao meio (uma quantidade pequena, cerca de umas 15 unidades)
  • Aproximadamente 100 g de queijo (de sua preferência – eu fiz com gruyère), cortado em cubinhos bem pequenos ou ralado.

Modo de preparo:

Comece pela massa: Misture a manteiga com o açúcar e o sal. Acrescente então a farinha, as gemas e a água gelada. Misture tudo com as mãos, se a massa ficar muito quebradiça coloque mais colheres de água gelada. Após isso faça uma bola com a massa, coloque sobre um papel filme e cubra a massa completamente com ele. Deixe então descansar na geladeira por 1 hora.

A massa pronta para ir descansar na geladeira por 1 hora.

A massa pronta para ir descansar na geladeira por 1 hora.

Unte com manteiga e farinha de trigo cerca de 7 forminhas pequenas (pode ser de cupcake, muffin, tortinhas ou as que você tiver – só não podem ser muito rasinhas). Então, após o descanso da massa, forre as forminhas com a massa (se você forrar todas e sobrar massa faça mais, a quantidade varia de acordo com o tanto de massa que você coloca na sua forminha) – não deixe muito fina nem muito grossa a massa na forminha – equilibre isso). Após forrar todas as forminhas pincele-as com a clara e coloque na geladeira enquanto prepara o recheio.

Agora o recheio: Pré-aqueça o forno à 190 graus. Bata de leve em uma tigela (com um fouet) os ovos e as gemas, junte o creme de leite, o sal e os temperos. Bata para misturar tudo.

Juntando tudo para misturar - quanta poesia colorida nessa mistura...

Juntando tudo para misturar – quanta poesia colorida nessa mistura…

Retire as forminhas da geladeira e distribua o recheio sobre elas (não encha muito para não derramar). Então distribua as rodelinhas de alho-poró, o queijo e as amêndoas entre as forminhas.

?????

Leve ao forno por cerca de 40 minutos (ou até o recheio ficar firme e dourado – como na foto). E prontinho! Essas gracinhas estão prontas! Desenforme e sirva quente ou frio. Uma dica incrível é na hora de servir regar com um Molho de Mostarda, Mel e Vinho Branco – Clique aqui e confira a receita desse molho!).

?????

Bon appétit!

Como fazer Galette de batatas e pera com roquefort (Galette aux pommes de terre et poires avec roquefort).

20150118_142356

Pera, queijo e batatas. Combinação interessantíssima, que bem feita pode proporcionar um sabor lindo! A pera tem um tom mistério mesmo, que sempre pareceu me dizer: “Eu não sou só isso, eu posso mais…” E depois de tentar essa receita francesa eu entendi isso tudo. Um brinde as inúmeras possibilidades da pêra! Eeeee!

Ingredientes:

  • 4 batatas
  • 1 pera firme
  • 100g de queijo roquefort ou outro queijo azul (essa receita tradicional usa esse tipo de queijo, mas você pode colocar outro se quiser (Nessa das fotos eu usei parmesão), os mais fortes combinam mais.

Modo de preparo:

Antes de tudo pré-aqueça seu forno a 200 graus. Corte as batatas (descascar é opcional) em fatias finas, de 2 à 3 mm de espessura.

20150118_111211

Forre uma assadeira com papel manteiga e coloque as batatas, sobrepondo uma fatia na outra. Descasque a pera e corte em cubos, e espalhe-os pelas batatas.

20150118_113234

Depois coloque o queijo por cima, despedaçando ele e espalhando bem. Tome cuidado para que o queijo fique mais no centro das batatas, se ficar todo na beira vai derreter e escorrer, e assim não irá “temperar” a batata.

20150118_123308

No modo tradicional não se coloca outro tempero (como sal), espera-se que o queijo seja suficiente para dar o sabor. Porém você pode colocar sal a gosto.  Leve ao forno por cerca de 30 minutos, ou até as batatas estarem coradas e meio sequinhas nas bordas. E prontinho! Aproveite esse prato simples e sofisticado ao mesmo tempo. Legal servi-lo como entrada ou acompanhamento – e assim que sair do forno!

20150118_142110

Essa receita é a tradicional francesa, mas você pode usar sua criatividade e pensar em varias formas de combinar assados de batata com peras. Eu já fiz batatas doces misturadas com batatas lisas assadas com peras e regadas a um molho de mostarda e mel, também ficou maravilhoso!

Bon appétit!