Como fazer cinnamon apple – maçã caramelada com canela. 

Cinnamon apple – maçã caramelizada com canela boa para comer com porco, com pancake, com sorvete, com iogurte ou ela plena e linda só mesmo. É fácil fazer, é assim:

Ingredientes:

  • 2 maçãs
  • 100 ml de água
  • 5 colheres de sopa de açúcar
  • 2 colheres rasas de sopa de canela (ou 1 se quiser mais suave)
  • Caldo de meio limão

Modo de preparo:

Descasque as maçãs, torneando elas bem bonitas com gentileza, elas merecem isso. Depois corte ao meio, tire as sementes e corte em pedaços rústicos e belos, não muito pequenos. Em uma frigideira coloque a água, o açúcar, a canela e o caldo de meio limão. Misture com alegria. Quando começar a ferver coloque as maçãs. Deixe cozinhar e mexa de tempo em tempo. Quando o líquido se transformar em uma calda grossa caramelada linda de chorar e a maçã estiver cozida, está pronto. Uma alegria só. Tem cheiro de vida feliz. Seja feliz fazendo, comendo.

Receita da Clássica Tarte Tatin – Como surgiu e como fazer!

IMG-20160515-WA0015

Muita coisa fascinante na gastronomia surgiu de um erro, também foi assim a famosa e clássica sobremesa francesa Tarte Tatin. No final do século XIX, as irmãs Caroline e Sthéphanie Tatin eram donas do Hotel Tatin, que tinha um restaurante comandado pelas duas. O hotel fica (sim, ele existe até hoje) na região central da França, em Sologne, e lá a torta de maçã sempre foi uma especialidade da região. Certo dia no restaurante um cliente importante e apressado pediu uma torta de maçã, e na correria do preparo Stéphanie inverteu a montagem da torta, colocando primeiro o recheio no fundo da forma, não tendo tempo de corrigir o erro colocou a massa por cima do recheio, assou e depois desenformou a torta virando. A torta virada ficou linda, perfeitamente caramelizada e macia – nasceu uma estrela que brilha até hoje. Os erros inauguram coisas, enquanto os acertos ás vezes só mantém padrões – os convido a errar na cozinha, apreciar o erro e extrair muito dele. Veja receita da clássica Tarte Tatin abaixo e bon appétit!

tatin hotel
Hotel Tatin, Sologne, França.

Ingredientes (para 7 à 8 pessoas):

  • De 5 à 6 maçãs (melhor se for maçã verde)
  • Cerca de 300g de massa folhada ou, se preferir que a massa seja a tradicional de torta doce, clique aqui e veja uma receita bem simples
  • Caldo de meio limão-taiti
  • 150g de açúcar (Cerca de 3/4 de xícara de chá)
  • 4 colheres de sopa de manteiga (60g)
  • 1 forma redonda de aproximadamente 26cm de diâmetro (eu uso fôrma antiaderente, mas normal também funciona), ou uma frigideira/panela rasa que possa ir ao forno.
IMG-20160515-WA0011
As maças verdes nesse tom mais amareladinho são as ideais!

Modo de preparo:

Descasque as maçãs, corte-as em 4 partes, tire as sementes e então coloque os pedaços em um recipiente. Acrescente o caldo do limão, misture para espalhar o caldo e reserve.

IMG-20160515-WA0010

Se você for usar massa folhada congelada, tire do congelador 1 ou 2 horas antes de usar. Se for usar já descongelada, tire da geladeira na mesma hora. Se for usar massa normal de torta doce, deixa ela aberta em formato de um disco suficiente para cobrir sua fôrma ou frigideira (onde a torta irá assar), use ela para medir o tamanho. Se você comprar aquelas massas folhadas que vem em folhas quadradas pequenas separadas, não tem problema, junte uma na outra pressionando as bordas para emendar, e dará certo também! Reserve a massa pronta para cobrir a torta e vá fazer o caramelo!

Coloque a fôrma (ou panela/frigideria) que irá assar a torta em fogo médio (no fogão mesmo) e acrescente a manteiga e o açúcar. Deixe derreter, mexa um pouquinho, e quando começar a escurecer é hora de colocar as maçãs.

IMG-20160515-WA0013
Quando estiver nesse tom é hora de colocar as maças.

Acrescente as maçãs fazendo um formato de coroa, até completar todos os espaços vagos da forma, não pode deixar folgas, tem que ficar assim ó:

IMG-20160515-WA0004

Cozinhe por 5 minutos após colocar as maçãs. Enquanto cozinha pré-aqueça o forno a 180 graus. Após isso desligue o fogo e coloque a massa folhada por cima da forma, cobrindo as maças. Pressione as extremidades, empurrando o excesso de massa das bordas para dentro, ajeite a massa com os dedos para que fique bem junta das maças.

IMG-20160515-WA0008

Leve ao forno pré-aquecido e asse por cerca de 40 minutos, ou até a massa ficar dourada.

IMG-20160515-WA0002

Retire do forno e deixe descansar por 5 minutos. Antes de desenformar incline a forma para verificar se há muita calda, se tiver escorra ela em uma tigela antes de desenformar. Para desenformar coloque um prato ou outro recipiente sobre a forma, segure a parte da fôrma com um pano de prato para não se queimar, e vire de uma vez só! Ela sai linda e emocionante, fica que nem na primeira foto desse post.

Sirva a seguir, ela é maravilhosa quente! Acompanha muito bem sorvete de creme e folhinhas de hortelã.

IMG-20160515-WA0003

Bon appétit!

Como fazer Nhoque! – Il vero Gnocchi Italino!

Gnocchi! – Nasceu na cozinha pobre italiana, sendo uma herança positiva dos períodos de guerra, onde a escassez exigia que as pessoas criassem refeições com poucos ingredientes. Assim como a baguete francesa (o pão do povo) o nhoque na Itália surge diante da necessidade de alimentar a família com o que se tinha. Ao longo da história ele se sofisticou, ganhou as batatas, e sua fama ganhou o mundo. Como não amar um nhoque totalmente artesanal, feito em casa pelas suas mãos com amor e humanidade? Como não amar descobrir que essa belezinha é mais fácil de fazer do que parece? Pois é, temos muito para entender sobre o quanto fazer em casa ao invés de comprar pronto pode ser transformador! Lembrando a lei da vida: Nhoque bom tem muito mais batata que farinha de trigo! Com essa informação tudo dará certo!

Ingredientes:

  • 1kg de batatas (as amarelas, mais comuns de encontrar servem bem mas a melhor é a batata asterix).
  • Cerca de 200g de farinha de trigo
  • 2 gemas
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto
  • 1 pitadinha de noz-moscada ralada

Modo de preparo:

Comece descascando as batatas e as colocando para cozinhar – se preferir pode por para cozinhar primeiro e depois descascar, como quiser. Cozinhe em água fervente ou no vapor. Quando estiver totalmente cozida, escorra, coloque em um recipiente e amasse, fazendo um purê. Para um purê mais perfeito, passe 2 vezes naquelas espremedores se tiver ao invés de amassar, se não vai no garfo mesmo. Em seguida, faça um buraquinho no meio do purê e acrescente metade da farinha, as 2 gemas, o sal, a pimenta e a noz-moscada. Comece misturando as gemas no centro e então vá misturando tudo. Amasse até obter uma massa homogênea – vá colocando mais farinha apenas se precisar, quanto menos melhor, você só precisa de farinha até a massa ter uma liga e estrutura mínima pra fazer os rolinhos e cortar. Esfarinhe uma superfície e pegue um pedaço da massa e faça rolinhos, cilindros, depois vá cortando os pedaços (pedaços de 2cm são o ideal) – lembre-se de sempre que precisar polvilhar farinha para não grudar. Conforme for cortando polvilhe farinha nos pedaços e procure não sobrepor um pedaço no outro, para evitar que grude. Feito isso gente, já ta pronta sua massa de nhoque! Agora é só cozinhar!

Ferva água, coloque sal nela e então coloque os pedaços de nhoque, quando subirem a superfície é porque já cozinhou – não deixe passar do ponto, subiu já tira da panela e escorra, é uma massa fresca sensível! Se passar fica molengo demais! Escorra e sirva com o molho de sua preferência! Eu ensino aqui no blog a fazer um molho de tomate rústico caseiro que fica MARAVILHOSO com esse nhoque! Clica aqui e confira a receita!

Essa receita serve umas 6 pessoas, caso sobre você pode congelar a massa crua (já cortada nos pedaços em formato de nhoque) para preparar outro dia! Enrole-a em um papel filme ou guarde em um pote bem fechado, depois leve ao congelador.

Buon appetito!