Como fazer Molho de Manteiga e Sálvia (Perfeito para Nhoque)!

O molho de manteiga e sálvia se resume em fritar as folhas de sálvia na manteiga. Parece simplérrimo e pouco interessante para alguns, mas esse é o tipo de encontro absolutamente perfeito. A manteiga fica completamente perfumada e intensa e a sálvia fica crocante. Banhar uma massa com esse molho é mais que suficiente para uma experiência incrível. Sobre a poesia do simples, sobre encontros singelos que entregam muito mais do que podíamos esperar.

Para fazer o molho você precisará de apenas:

  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 16 folhas de sálvia fresca

Para fazer: Coloque a manteiga em uma frigideira em fogo médio. Quando ela estiver derretida por completo adicione as folhas de sálvia e deixe fritar – até as folhas ficarem sequinhas e crocantes e a manteiga atingir um tom castanho – mas não marrom! Prontinho!

IMG-20160326-WA0005

Esse molho fica maravilhoso para regar um nhoque fresquinho feito em casa artesanalmente por você, e basta você clicar aqui sem medo e ver a receita de massa de nhoque que eu ensino a fazer, é mais simples do que você imagina e te fará muito feliz.

IMG-20160326-WA0015

Anúncios

Como fazer Bruschetta de Tomate-cereja com Manteiga Queimada!

IMG-20160501-WA0004

Bruschetta é prato de fazer no comercial da novela de tão rápido! E pra mim sempre tem um tom sofisticado, de personalidade – como coisas simples e bem feitas costumam ter. Experimentei fazer outro dia tostando as fatias de pão italiano na frigideira  com manteiga – deixando atingir um ponto em que a manteiga queime um pouco. Fica ENACREDITÁVEL gente! E o tomate-cereja adoça sutilmente a força do pão e da manteiga queimada – eu não sei explicar essa bruschetta de uma forma que chegue tão próxima dos suspiros de amor que ela proporciona, sério. Vamos a receita!

Ingredientes:

  • Pão Italiano cortado em fatias (fatias com cerca de 1,5cm).
  • Tomates-cereja cortados ao meio (a quantidade varia de acordo com o tanto de bruschetta que você irá fazer, para 500g de pão italiano, use cerca de 300/400g de tomate-cereja)
  • Meia cebola média picada
  • 1 dente de alho amassado
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Azeite de oliva – o quanto bastar
  • Manteiga – o quanto bastar
  • Queijo parmesão ralado à gosto

Modo de preparo:

Aqueça uma panela média e coloque cerca de 3 colheres de sopa de azeite. Junte a cebola e o alho e refogue por uns 2 minutos. Ouça o barulho da cebola fritando e sinta isso como uma música. Cheire a cebola fritando e permita-se experimentar a alquimia do aroma – a poesia tem que fazer parte. Após isso, acrescente o tomate-cereja, o sal e a pimenta-do-reino. Refogue por mais uns 2 minutos no máximo – não deixe o tomate-cereja despedaçar, o mantenha inteiro!

Pré-aqueça o forno à 200 graus. Aqueça cerca de uma colher rasa de sopa de manteiga em uma frigideira, quando ela já estiver derretida por completo coloque as fatias de pão italiano para tostar na manteiga – vire as fatias quando estiver dourado de um lado, para dar uma leve douradinha do outro lado também. Faça isso com todas as fatias de pão italiano – ao entrar em contato com a manteiga o pão suga boa parte dela, e o pouco que fica em contato com o calor da frigideira acabada “queimando” de um jeito bom, que fortifica o aroma da manteiga e invade o pão! Mas fique de olho para não queimar, tosta super rápido!

Feito isso, coloque as fatias de pão tostado em uma forma e divida o tomate-cereja refogado nelas, rale parmesão por cima e leve ao forno por cerca de 5 minutos. Pronto! Suspire e seja feliz comendo!

Manteiga ou margarina?

Manteiga ou margarina

Tem gente que ainda tem dúvida se existe diferença entre usar uma ou outra em suas receitas, e a resposta é que tem sim! Aliás, não apenas nas receitas, na saúde também. Então, para te ajudar a escolher entre uma ou outra, vamos conhecer um pouquinho melhor essas duas meninas:

Manteiga: Por parecer mais gordurosa é vista como vilã, porém estudos apontam que ela pode ser a opção mais saudável, visto que a gordura que ela possuiu (saturada) é menos prejudicial do que a da margarina (a trans). Além de seu processo de fabricação não levar os aditivos estranhos ao nosso organismo que a margarina leva. Fora que há vitaminas benéficas à saúde que a manteiga oferece (como a vitamina D). Então, dentro de uma dieta saudável e equilibrada, a manteiga consumida em quantidades adequadas pode ser uma opção melhor que a margarina.

Margarina: Artificial, feita do óleo vegetal através da hidrogenação. Isso significa que os aditivos da margarina não são familiares ao nosso organismo, dificultando a metabolização. O que faz muitos acharem vantagens na margarina é por ela parecer menos gordurosa, por conta da gordura saturada da manteiga. Mas isso é uma questão contraditória para muitos estudiosos, porque o processo de fabricação da margarina gera a gordura trans, que segundo especialistas é muito mais prejudicial ao organismo, podendo fazer estragos maiores nos vasos sanguíneos, elevando o risco de infarto e AVC.

Em questão de vida saudável, apesar das contradições, a manteiga tem se mostrado uma opção melhor. Porém nem uma nem outra é a melhor opção para o consumo diário no seu pãozinho de cada dia. Para ser saudável mesmo o ideal é trocar esse consumo diário por um requeijão light, cremes de ricota, cream cheese light, queijos brancos, etc.

No preparo da maioria das receitas a manteiga é sem dúvida a melhor opção para obtenção de um melhor resultado. Além de considerar as questões nutricionais acima expostas, a manteiga, pelo seu teor de gordura, confere resultados muito melhores em diversas receitas, como na massa da torta doce, nos amanteigados, massas de bolo, etc. Então gente, nada de substituir! Mesmo sendo uma opção mais cara que a margarina vale a pena por muitos motivos! Fora que amanteigados só produzem a real poesia cheirosa se forem feitos com manteiga de verdade! Então, sejam poéticos e honestos em suas receitas!