Como fazer Risoto de Funghi (2 formas: com cogumelos frescos ou com secos)

Cogumelos são surpreendentes, eles tem algo de mistério na sua aparência e sabor – a natureza traz sensações lindas em suas composições engenhosas, e sempre penso nisso diante de cogumelos, vocês não? Amo usá-los para risotos, faço de 2 modos – um para cogumelos frescos e outro para cogumelos secos (acho que cada um precisa de um cuidado diferente para brilhar num risoto). 

Os cogumelos frescos tem suavidade, gentileza, uma inocência fresca que conduz a gente para uma sensação leve e delicada – e para manter isso uso no preparo do risoto caldo de legumes e vinho branco. 

Já os cogumelos secos são intensos, tem algo de paixão avassaladora, não tem meio termo, conduz a gente por uma conexão profunda, que nos enlaça e não há como escapar – e para manter isso uso no preparo do risoto vinho tinto e caldo de carne. 

Ambos os preparos seguem os mesmos passos e processos, só altero os ingredientes, explico abaixo certinho 🙂

Ingredientes (para 2 pessoas):

  • 1 xícara de chá de arroz arbóreo 
  • De 150g à 200g de cogumelos frescos se for usar o fresco (pode ser Shitake, Shimeji, Champingnons, etc) ou de 50g à 100g de cogumelos secos se for usar secos (qualquer “funghi secchi” serve).
  • Meia cebola grande picada em cubos ou 1 pequena
  • 1 xícara de chá de vinho branco para o preparo com cogumelos frescos ou 1 de vinho tinto, se for com cogumelos secos. 
  • Aproximadamente 5 xícaras de chá de caldo aquecido (caldo de legumes para o preparo com cogumelos frescos e caldo de carne para o com cogumelos secos)
  • 4 colheres de sopa de manteiga – no mínimo (Nem pensar substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque) – digo no mínimo porque quando se trata de risotos, manteiga nunca é demais.
  • Queijo parmesão ralado à gosto
  • Sal à gosto 
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Azeite para finalizar (opcional) – um bem perfumado e bom.
IMG_20150302_203708
Amo as formas do mundo natural

Modo de preparo:

A primeira coisa é hidratar o cogumelo se ele for o seco. Corte o funghi, coloque em um pouco de vinho e deixe hidratar 20 minutos. Se for o fresco é só cortar e reservar. 

Aqueça o caldo em uma panela e depois mantenha em fogo baixíssimo, apenas para mantê-lo quente. Coloque 2 colheres de manteiga em uma panela grande (onde irá preparar todo o risoto, precisa ser espaçosa), em fogo médio, e assim que ela derreter coloque a cebola, refogue até ela ficar reluzente (uns 3 minutos).Então acrescente o arroz e vá mexendo ele na panela, por 1 minuto. Acrescente então o vinho e mexa sem parar até ele evaporar.

IMG_20150302_211051

Junte o funghi na panela, refogue por uns 2 minutos. Coloque então cerca de 1/3 do caldo e continue mexendo. Quando começar a secar e a consistência começar a ficar cremosa, acrescente mais caldo, e continue mexendo até ir secando novamente. Repita o processo até o arroz ficar no ponto de seu agrado (tradicionalmente tem que ficar mais durinho – cozido mas ainda rígido (al dente), mas se preferir deixe mais molinho. Quando colocar a última remessa de caldo não deixe secar tanto, para que o todo fique cremoso e não denso. 

Quando chegar no ponto desligue a panela e acrescente as outras 2 colheres de manteiga e queijo parmesão ralado (manteiga e queijo em risoto, quase nunca é demais). Acerte o sal e coloque um pouco de pimenta. Já no prato para servir, coloque fios de um azeite perfumado emocionante. Sirva em seguida. 

Seja feliz, no frescor ou na intensidade. 

Como fazer Massa Fresca (Para lasanha, macarrão, ravióli, etc).

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cortes de massa fresca para lasanha.

E um mundo do hábito de comprar pronto, fazer em casa é ousadia. É tão bonita a experiência de amassar a massa com suas mãos, formá-la do modo adequado, preparar, comer algo que é sua obra – comer o que você fez nascer, no passo à passo, é mágico. Eu sinto uma gratidão sem limites ao comer algo que foi feito pelas minhas mãos, é quase uma oração isso. Essa receita de massa fresca caseira é simples, básica, difícil de errar e fácil de amar. É uma massa básica que você pode fazer o corte adequado e usar em muitos preparos (macarrão, lasanha, raviolo, etc). Vem cá ver como faz!

Ingredientes:

As quantidades abaixo são para uma receita que alimente de 5 à 7 pessoas. A proporção no geral é: Para cada 100g de farinha, use 1 ovo e meia colher de chá (não muito cheia) de sal. Vão umas gemas a mais para completar a umidade/gordura necessária. Mas sempre preste atenção: farinhas variam e a umidade também. Às vezes é preciso 1 gema a mais, 1 gema a menos… compreenda a textura de sua massa, converse com ela. Massas não são ciências tão exatas assim, mas são simples, é questão de aprender a sentí-las.

  • 500g de farinha de trigo (você pode usar 50% de farinha de semolina e 50% de farinha de trigo comum – fica mais difícil de abrir (com o rolo) mas fica interessante. Se for sua primeira vez, faça só com farinha de trigo comum.
  • 5 ovos
  • 2 gemas
  • 2 colheres e meia de chá de sal (não muito cheias)
  • 1 colher de chá de azeite de oliva extra virgem (opcional – eu gosto do tom que deixa!)

Modo de preparo:

Misture a farinha e o sal em uma vasilha, faça um buraco no meio e acrescente os ovos e as gemas. Bata os ovos nesse buraco com um garfo, sem misturar ainda muito com a farinha, para deixar os ovos mais leves.

IMG-20151108-WA0006

Então acrescente o azeite e comece a misturar tudo, inicie com o garfo e depois com as mãos. Se ao misturar tudo a massa ficar muito seca e quebradiça você pode acrescentar mais uma gema – Isso às vezes acontece porque a umidade nas farinhas pode variar, então a quantidade de farinha pode variar também, ajuste se necessário. Sove a massa por uns 10 minutos, esticando e tudo mais, até ficar macia e homogênea, mais ou menos elástica (mas não tanto).

Início da mistura da massa.

Início da mistura da massa.

Envolva a massa em um papel filme e deixe descansar por 20 minutos. Depois retire do papel filme e comece a trabalhar ela, abrindo na espessura adequada para seu preparo e deixando no corte adequado para o uso! Está prontinha, linda e poética! Você pode abrir com rolo ou com cilindro, usando o procedimento adequado de cada instrumento. Abaixo exemplo de uma massa que abri com rolo, para fazer lasanha.

Espessura que gosto de usar para lasanha.

Espessura que gosto de usar para lasanha.

Eu as abri com o rolo, deixando na espessura que eu queria (não muito fina mas também não muito grossa). Após abrir a massa e cortar deixa-a secar por uns 10 minutos antes de cozinhar (Se for sobrepor as tiras de massa polvilhe com farinha para que não grudem).

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cozinhar em água fervente (1 litro de água para cada 100g, mais ou menos) com sal, de 3 à 5 minutos, ou até ficar no ponto que goste. Cuidado, cozinham bem rápido. Aí é só inspirar-se e criar sua receita, com as tantas inúmeras possibilidades que existem. E ah, se você não tem cilindro que faz cortes, você faz os cortes na faca mesmo – como sempre foi feito no passado antes das máquinas.

Buon appetito!

Como fazer Bruschetta – autêntica e simples.

20150815_214609

Nessas eu coloquei umas fatias fininhas de tomate-cereja, e não coloquei manjericão fresco porque eu não tinha no dia – um crime, porque ele é indispensável!

Não tem segredo – na verdade tem, é a simplicidade. Vemos muitas variações por aí dessa famosinha italiana, em São Paulo mesmo já comi muitos tipos de “bruschetta”, até de graviola (mentira, no caso). Mas ainda não encontrei uma que traga a sensação que a original me traz, uma possibilidade de encontrar a presença dos ingredientes de forma plena e significativa. A bruschetta que é pão italiano, tomate, manjericão e parmesão é experiência plena, amor comestível. Confira receita abaixo!

Ingredientes:

  • Pão Italiano cortado em fatias (Eu gosto de fatias com uns 2,5 cm de espessura).
  • Manteiga (o suficiente para dourar as fatias de pão na frigideira)
  • Queijo Parmesão ralado à gosto
  • Manjericão fresco à gosto
  • Dentes de Alho (uns 2)
  • Molho de tomate (Para mim é fundamental que seja um molho feito  em casa, com pedaços grandes de tomate! Clique aqui e confira receita de molho de tomate caseiro – o melhor que já fiz!). ATENÇÃO: Deixe seu molho mais grosso e desligue quando ainda estiver pedaços de tomates resistentes, muito liquido não irá servir.

Modo de preparo:

Coloque uma colher de manteiga em uma frigideira grande e espere derreter, então coloque na frigideira as fatias de pão italiano e doure dos dois lados (não precisa ter muita manteiga, é preciso que doure pelo menos algumas partes do pão, e não toda a superfície). Após dourar tire da frigideira, corte um dente de alho no meio e esfregue a metade do dente nas fatias de pão, em seguida é só por o molho e acrescentar o queijo parmesão ralado e o manjericão à gosto. Eu não levo ao forno, não acho preciso. Pronto, simples e marcante! (suspiros).

Receita de Risoto de Pera com Gorgonzola!

?????

Veja abaixo detalhes também do acompanhamento: Aspargos frescos com molho de mostarda, mel e vinho branco!

Risoto e sua versatilidade. O casamento ilustre da pera com gorgonzola. O resultado disso é uma refeição mágica com sabores se equilibrando – o amor aparece no ponto certo nesse prato!

(Receita para 4 porções)

Ingredientes:

  • 2 xícaras de chá de arroz arbóreo
  • 1 pera
  • Cerca de 100g de queijo gorgonzola
  • Meia cebola grande picada em cubos
  • 1 xícara de chá de vinho branco seco
  • Aproximadamente 5 xícaras de chá de caldo de legumes (se for usar o de cubos, dissolva 2)
  • 4 colheres de sopa de manteiga (Nem pensar substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque).
  • Sal à gosto (Eu acho suficiente o sal do caldo, porém prove, se achar necessário acrescente em sua receita umas pitadas de sal).

Modo de preparo:

Ferva o caldo de legumes em uma panela e depois mantenha em fogo baixíssimo, apenas para mantê-lo quente. Coloque 2 colheres de manteiga em uma panela grande (onde irá preparar todo o risoto, precisa ser espaçosa), em fogo médio, e assim que ela derreter coloque a cebola, refogue até ela ficar reluzente (uns 3 minutos).Então acrescente o arroz e vá mexendo ele na panela, por uns 3 minutos. Acrescente então o vinho e mexa sem parar até ele evaporar.

IMG_20150302_211051

 Coloque então cerca de 1/3 do caldo e continue mexendo. Quando começar a secar e a consistência ficar cremosa, acrescente metade do caldo restante e a pera. Continue mexendo até ir secando novamente. Depois vá colocando a última parte do caldo aos poucos, checando o ponto do risoto, vá colocando o necessário para atingir o ponto exato, que é quando o arroz fica parte macio parte durinho e úmido. 1 minuto antes de desligar a panela acrescente o queijo gorgonzola e mexa. Em seguida acrescente as outras 2 colheres de manteiga.

?????

Prontinho! A sugestão que dei de acompanhamento na imagem são aspargos frescos cozidos servidos com um Molho de mostarda, mel e vinho branco – Clique aqui e confira a receita desse molho!) 

Buon appetito!

Como fazer Risoto de Abobrinha e Parmesão

20150327_194210

Risoto tem se tornado umas das coisas que mais tenho cozinhado ultimamente! No fundo é um preparo simples e rápido, e que dá muito espaço para inventarmos, pois quase tudo pode virar um risoto, basta ir testando coisas que ficam boas juntas! E isso é o puro ato criativo de cozinhar! Acho que por isso que risoto tem ganhado espaços aconchegantes no meu coração… (suspiros). Hoje a receita é de um fofinho risoto de abobrinha e parmesão! Mas que gracinha…

Ingredientes: 

  • 2 xícaras e meia de chá de arroz arbóreo
  • Meia abobrinha média cortada em tiras ou fatias (Ou uma inteira se for muito pequena).
  • Meia cebola grande picada em cubos ou 1 pequena (Pode ser cebola roxa se você preferir).
  • Uma xícara de chá de vinho branco seco
  • Aproximadamente 5 xícaras de chá de caldo de legumes (Se for usar de cubos, dissolva 2).
  • 4 colheres de sopa de manteiga (Nem pensar substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque).
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado e mais um pouco para usar na hora de servir.
  • Sal à gosto (Eu acho suficiente o sal do caldo, porém prove, se achar necessário acrescente em sua receita umas pitadas de sal).

Modo de preparo:

Ferva o caldo de legumes em uma panela e depois mantenha em fogo baixíssimo, apenas para mantê-lo quente. Coloque 2 colheres de manteiga em uma panela grande (onde irá preparar todo o risoto, precisa ser espaçosa), em fogo médio, e assim que ela derreter coloque a cebola, refogue até ela ficar reluzente (uns 3 minutos).Então acrescente o arroz e vá mexendo ele na panela, por uns 3 minutos. Acrescente então o vinho e mexa sem parar até ele evaporar.

IMG_20150302_211051

20150327_192254

Acrescente a abobrinha e mexa por uns 2 minutos. Coloque então cerca de 1/3 do caldo e continue mexendo. Quando começar a secar e a consistência ficar cremosa, acrescente metade do caldo restante, e continue mexendo até ir secando novamente. Depois vá colocando a última parte do caldo aos poucos, checando o ponto do risoto, vá colocando o necessário para atingir o ponto exato, que é quando o arroz fica parte macio parte durinho e úmido.

Quando chegar nesse ponto desligue a panela e acrescente as outras 2 colheres de manteiga e as 4 colheres de queijo parmesão ralado, e sirva em seguida!

Buon appetito!