Receita de risoto de arroz negro com camarão e tomilho!

É tecnicamente impossível não amar arroz negro com camarão, um par romântico que deu mais certo que Julia Roberts e Richard Gere em “Uma linda mulher”! O Arroz negro tem uma intensidade, um caldo escuro e forte que brilha e encanta em aparência e sabor. O camarão traz um tom de mar para o caldo desse risoto que faz toda diferença, e o tomilho coroa essa estrela. Extrair a essência genuína de cada ingrediente e combiná-los de modo que um respeite a composição do outro, não se agridam nem se destruam, mas se combinem com harmonia, coerência e gentileza. As ofertas da natureza são imensamente exuberantes, quantos presentes nos dão. Esse risoto é mais fácil do que parece, e nos eleva de alguma maneira. Vem aprender!

Ingredientes (Para 4 pessoas):

  • 450g de arroz negro
  • 300g de camarão (limpo, sem cabeça, descascado).
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 2 dentes de alho triturados
  • Meia cebola grande cortada em cubos
  • Azeite de oliva à gosto
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Tomilho fresco à gosto
  • Caldo de meio limão
  • 300 ml de vinho branco
  • Aproximadamente 1,5 litros de água
  • Pimenta rosa à gosto
  • 100g de creme de leite.

Modo de preparo:

Primeira coisa: Tempere em uma vasilha os camarões com sal, pimenta-do-reino, azeite e limão. Vamos dourá-los! Coloque uma frigideira no fogo, quando ela estiver quente coloque azeite, e então coloque os camarões. Doure eles, sem deixar passar muito tempo para que não fiquem secos. 30 segundos antes de desligar a frigideira coloque 1 dos dentes de alho triturado e misture para fritar o alho. Desligue o fogo e reserve.

Próximo passo: Vamos amolecer um pouquinho o arroz negro. Coloque para ferver toda a água em uma panela grande, acrescente uns 3 raminhos de tomilho, um pouco de azeite e sal. Quando começar a ferver acrescente o arroz negro e deixo-o cozinhar ali com a tampa fechada por 10 minutos – não queremos que o arroz cozinhe por completo, apenas queremos amolecer ele um pouco para que o preparo do risoto fique melhor. Após dez minutos escorra o arroz e o separe do caldo – MAS NÃO DESCARTE  O CALDO, ele será o caldo de cozimento do risoto. Reserve o arroz pré-cozido e transfira o caldo para uma panela ou caneca grande, leve de volta ao fogão mas em fogo baixíssimo. Acrescente um pouco mais de sal (experimente para verificar), a pimenta rosa, mais uns raminhos de tomilho, um pouco de azeite e o dente de alho restante.

Sabe a frigideira que você dourou os camarões? Pegue uns 5 camarões e coloque nesse caldo, então tire o restante dos camarões da frigideira e reserve eles. Deglaceie a frigideira: ligue o fogo da frigideira rapidamente, pegue uma concha do caldo do arroz que está na panela, coloque na frigideira e deixe ferver uns instantes, mexendo para soltar todo o sabor do fundo da frigideira. Então despeje essa mistura da frigideira de volta na panela do caldo – você acaba de acrescentar um sabor incrível ao caldo do seu risoto. Mantenha o caldo em fogo baixo para uma boa extração de sabor, sem deixar ferver. Quando o caldo já estiver no fogo nesse processo uns 10 minutos você inicia o preparo do risoto.

Leve uma panela grande ao fogo (pode ser aquela que você ferveu o arroz por 10 minutos, mas seca e limpa), coloque 1 colher de manteiga, ao derreter coloque a cebola e uma pitada de sal, cozinhe por 1 minuto. Em seguida acrescente o arroz pré-cozido, mexa por 1 minuto e meio e em seguida acrescente o vinho branco, mexa até evaporar. Então vá acrescentando aos poucos o caldo que preparou. Sempre coloque umas 2 conchas por vez e fique mexendo até evaporar, só depois que evaporar coloque mais novamente. Vá fazendo esse processo até que o arroz atinja o ponto desejado – o arroz negro fica mais durinho que o arroz tradicional de risoto, é normal.  Atingindo o ponto desligue a panela, se necessário acrescente um pouco mais de caldo para que fique úmido (não muito para não aguar). Acrescente o restante da manteiga, o creme de leite e os camarões que você dourou (deixe apenas alguns para decorar o risoto na hora de servir).Verifique o sal.

Prontinho! Sirva na hora, decore com camarões e despeje um pouco de azeite por cima deles ao servir, se quiser por um raminho de tomilho por cima (que nem eu fiz) para ficar charmoso, fica charmoso. #risos.

Obs: Para atingir o ponto que gosto do risoto – arroz molinho mas consistente – usei 1,5 litros de água para fazer o caldo. Faça uns 2 litros para garantir que você terá caldo para deixar o arroz no ponto que te agrade. Se sobrar pode congelar e guardar para usar outro dia.

Bon appétit!

Anúncios

Como fazer Molho de Manteiga e Sálvia (Perfeito para Nhoque)!

O molho de manteiga e sálvia se resume em fritar as folhas de sálvia na manteiga. Parece simplérrimo e pouco interessante para alguns, mas esse é o tipo de encontro absolutamente perfeito. A manteiga fica completamente perfumada e intensa e a sálvia fica crocante. Banhar uma massa com esse molho é mais que suficiente para uma experiência incrível. Sobre a poesia do simples, sobre encontros singelos que entregam muito mais do que podíamos esperar.

Para fazer o molho você precisará de apenas:

  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 16 folhas de sálvia fresca

Para fazer: Coloque a manteiga em uma frigideira em fogo médio. Quando ela estiver derretida por completo adicione as folhas de sálvia e deixe fritar – até as folhas ficarem sequinhas e crocantes e a manteiga atingir um tom castanho – mas não marrom! Prontinho!

IMG-20160326-WA0005

Esse molho fica maravilhoso para regar um nhoque fresquinho feito em casa artesanalmente por você, e basta você clicar aqui sem medo e ver a receita de massa de nhoque que eu ensino a fazer, é mais simples do que você imagina e te fará muito feliz.

IMG-20160326-WA0015

Como fazer Massa Fresca (Para lasanha, macarrão, ravióli e muito mais!)

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cortes de massa fresca para lasanha.

E um mundo do hábito de comprar pronto, fazer em casa é ousadia. É tão bonita a experiência de amassar a massa com suas mãos, formá-la do modo adequado, preparar, comer algo que é sua obra – comer o que você constituiu, no passo à passo, é magia. Eu sinto uma gratidão sem limites ao comer algo que foi feito pelas minhas mãos, é quase uma oração isso. Essa receita de massa fresca caseira é simples, maravilhosa, difícil de errar e fácil de amar. É uma massa básica que você pode fazer o corte adequado e usar em muitos preparos (macarrão, lasanha, raviolo, etc). Vem cá ver como faz!

Ingredientes:

As quantidades abaixo são para uma receita que alimente 5 pessoas. Use sempre a seguinte proporção: Para cada 100g de farinha, use 1 ovo e meia colher de chá (não muito cheia) de sal.

  • 500g de farinha de trigo (você pode usar 50% de farinha de semolina e 50% de farinha de trigo comum – fica mais difícil de abrir (com o rolo) mas fica saborosa!)
  • 5 ovos
  • 2 gemas
  • 2 colheres e meia de chá de sal (não muito cheias)
  • 1 colher de chá de azeite de oliva extra virgem (opcional – eu gosto do tom que deixa!)

Modo de preparo:

Misture a farinha e o sal em uma vasilha, faça um buraco no meio e acrescente os ovos e as gemas. Bata os ovos nesse buraco com um garfo, sem misturar ainda muito com a farinha, para deixar os ovos mais leves.

IMG-20151108-WA0006

Então acrescente o azeite e comece a misturar tudo, inicie com o garfo e depois com as mãos. Se ao misturar tudo a massa ficar muito seca e quebradiça você pode acrescentar mais uma gema – Isso às vezes acontece porque a umidade nas farinhas pode variar, então a quantidade de farinha pode variar também, ajuste se necessário. Sove a massa por uns 10 minutos, esticando e tudo mais, até ficar macia e homogênea.

Início da mistura da massa.

Início da mistura da massa.

Envolva a massa em um papel filme e deixe descansar por 20 minutos. Depois retire do papel filme e comece a trabalhar ela, deixando no corte adequado para o uso! Está prontinha, linda e poética! Você pode abrir com rolo ou com cilindro, usando o procedimento adequado de cada instrumento. Abaixo exemplo de uma massa que abri com rolo, para fazer lasanha.

Espessura que gosto de usar para lasanha.

Espessura que gosto de usar para lasanha.

Eu as abri com o rolo, deixando na espessura que eu queria (não muito fina mas também não muito grossa). Após abrir a massa e cortar deixa-a secar por uns 10 minutos antes de cozinhar (Se for sobrepor as tiras de massa polvilhe com farinha para que não grudem).

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cortes de massa fresca para lasanha.

Cozinhar em água fervente (1 litro de água para cada 100g, mais ou menos) com sal, de 3 à 5 minutos. Aí é só inspirar-se e criar sua receita, com as tantas inúmeras possibilidades que existem!

Buon appetito!

Receita de Risoto de Tomate!

??????????????

Poucos ingredientes adequadamente temperados, com harmonia e respeito. Esse risoto de tomate fica com uma cor suave assim como seu sabor, um bom acompanhamento, as vezes bom até sozinho com um pouco de parmesão por cima – acho sempre interessante um prato que pode protagonizar sendo servido sozinho ou acompanhar. É uma oscilação de papéis, flexibilidade poética, hora figura, hora fundo. Os papéis que ocupados, pelo risoto de tomate ou por nós na vida, depende de como as coisas são vistas.

Ingredientes:

  • 2 xícaras e meia de chá de arroz arbóreo
  • 1 xícara e meia de chá de tomate italiano picado (com casca e tudo)
  • Meia cebola grande picada em cubos ou 1 pequena
  • Uma xícara de chá de vinho branco seco
  • Aproximadamente 5 xícaras de chá de caldo de legumes (Se for usar de cubos, dissolva 2).
  • 4 colheres de sopa de manteiga (Nem pensar substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque).
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado e mais um pouco para usar na hora de servir.
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Tomilho à gosto
  • Folha de louro à gosto
  • Manjericão fresco à gosto
  • 1 dente de alho esmagado

Modo de preparo:

Ferva o caldo de legumes em uma panela e depois mantenha em fogo baixíssimo, apenas para mantê-lo quente. Coloque 2 colheres de manteiga em uma panela grande (onde irá preparar todo o risoto, precisa ser espaçosa), em fogo médio, e assim que ela derreter coloque a cebola, o alho e todas as ervas (exceto o manjericão), refogue até ela ficar reluzente (uns 3 minutos).Então acrescente o arroz e vá mexendo ele na panela, por uns 3 minutos. Acrescente então o vinho e mexa sem parar até ele evaporar.

IMG_20150302_211051

Coloque então cerca de 1/3 do caldo e continue mexendo. Quando começar a secar e a consistência ficar cremosa, acrescente o tomate e metade do caldo restante, e continue mexendo até ir secando novamente. Depois vá colocando a última parte do caldo aos poucos, checando o ponto do risoto, vá colocando o necessário para atingir o ponto exato, que é quando o arroz fica parte macio parte durinho e úmido (normalmente leva uns 20 minutos até atingir esse ponto).

Quando chegar nesse ponto desligue a panela, verifique o sal e acrescente as outras 2 colheres de manteiga e as 4 colheres de queijo parmesão ralado, jogue as folhas de manjericão fresco por cima e sirva em seguida! Coloque um pouco mais de parmesão por cima para servir.

20150811_194708

Buon appetito!

Como fazer Bruschetta – autêntica e simples.

20150815_214609

Nessas eu coloquei umas fatias fininhas de tomate-cereja, e não coloquei manjericão fresco porque eu não tinha no dia – um crime, porque ele é indispensável!

Não tem segredo – na verdade tem, é a simplicidade. Vemos muitas variações por aí dessa famosinha italiana, em São Paulo mesmo já comi muitos tipos de “bruschetta”, até de graviola (mentira, no caso). Mas ainda não encontrei uma que traga a sensação que a original me traz, uma possibilidade de encontrar a presença dos ingredientes de forma plena e significativa. A bruschetta que é pão italiano, tomate, manjericão e parmesão é experiência plena, amor comestível. Confira receita abaixo!

Ingredientes:

  • Pão Italiano cortado em fatias (Eu gosto de fatias com uns 2,5 cm de espessura).
  • Manteiga (o suficiente para dourar as fatias de pão na frigideira)
  • Queijo Parmesão ralado à gosto
  • Manjericão fresco à gosto
  • Dentes de Alho (uns 2)
  • Molho de tomate (Para mim é fundamental que seja um molho feito  em casa, com pedaços grandes de tomate! Clique aqui e confira receita de molho de tomate caseiro – o melhor que já fiz!). ATENÇÃO: Deixe seu molho mais grosso e desligue quando ainda estiver pedaços de tomates resistentes, muito liquido não irá servir.

Modo de preparo:

Coloque uma colher de manteiga em uma frigideira grande e espere derreter, então coloque na frigideira as fatias de pão italiano e doure dos dois lados (não precisa ter muita manteiga, é preciso que doure pelo menos algumas partes do pão, e não toda a superfície). Após dourar tire da frigideira, corte um dente de alho no meio e esfregue a metade do dente nas fatias de pão, em seguida é só por o molho e acrescentar o queijo parmesão ralado e o manjericão à gosto. Eu não levo ao forno, não acho preciso. Pronto, simples e marcante! (suspiros).