Como fazer um honesto e bom doce (geleia) de uva!

Tem muita coisa por aí sendo vendida como geleia ou doce de fruta que contém tanta coisa estranha dentro que minha avó jamais chamaria isso de comida e chamaria de tolo quem chamasse. É muito bom quando pelo menos de vez em quando nos aproximamos da comida mais honesta que existe – aquela feita só com a natureza pura e com as nossas mãos, só, sem mágica química que altera as coisas e mais tarde altera a gente. Esse doce de uva é simples, vai só uva e açúcar pra virar doce (em medidas adequadas, aprendi a calcular a proporção de açúcar para uvas com a Paola Carosella, nem precisa falar mais nada, né mores?) e um toque de vinho e azeite de oliva, que uma amiga linda e ruiva me indicou. Fica bom mesmo, de coração. E também aprendi (também com Paola) a gostar de colocar nozes torradas no doce depois de pronto. Enfim, essa receita é resultado de muitos encontros e inspirações.  Eu gosto muito quando é assim.

Ingredientes:

  • 1kg de uvas pretas
  • Açúcar (pode ser demerara ou refinado)
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
  • 1 xícara de café de vinho tinto (um bom, que você beberia bem feliz)
  • 1 colher de sopa de caldo de limão (melhor se for siciliano)
  • Nozes à gosto (opcional)

Modo de preparo:

Se suas uvas tiverem sementes, tire-as. Mantenha a casca. Leve para uma panela em fogo médio até que comece a ferver. Então deixe no fogo um pouco mais baixo até reduzir o volume de liquido pela metade, em seguida desligue e deixe esfriar. Agora você vai definir o quanto de açúcar irá usar, faça assim: Pese as uvas, então volte elas para a panela e coloque uma quantidade de açúcar que seja equivalente à 1/4 do peso das uvas (ou seja, se fosse 1kg o peso, seriam 400g de açúcar). Leve de volta ao fogo, acrescente o vinho, o suco de limão e o azeite, misture. Deixe reduzir novamente, dessa vez até atingir uma consistência que te agrade para seu uso – sinta e desligue quando seu coração disser que está perfeito. Se for acrescentar nozes, torre elas no forno, sem queimar, só um pouquinho para liberar um aroma emocionante, e então quebre em pedacinhos e acrescente no doce pronto.

Dicas de uso:

  • Ela fica ótima para cobrir uma sobremesa gelada, como uma cheesecake – se for usar para isso lembre-se de deixá-la mais líquida, e para essa finalidade não é bom usar nozes.
  • Passe manteiga no pão e acrescente o doce por cima, é algo com um tom de divindade, juro.
  • Como eu disse acima, parte do jeito de fazer essa receita aprendi com Paola Carosella, ela faz um doce parecido com esse e recheia biscoitos, fica muito bom. Então, pode usar como recheio.

Crocantes de caramelo – Uma farofinha mágica para qualquer sobremesa!

Post 1

O sorvete de domingo depois do almoço me fez sentir falta de mais enfeites. Sorvete sem ser enfeitado não traz a mesma felicidade que sorvete enfeitado. Então acho que é um momento inspirador para postar receita de algo que, dentre várias outras aplicações, pode servir para enfeitar sorvete e deixar ele mais produtor de felicidade.

Esses crocantes de caramelo são muito fáceis de fazer, usam utensílios super simples e ficam uma farofinha linda, dando aquele tonzinho sofisticado (de aparência e sabor) nas suas sobremesas! Vamos à receita:

Ingredientes:

  • 2 xícaras de chá de açúcar
  • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal
  • 2 xícaras de chá não muito cheias de amendoim ou alguma castanha que você ame (use triturados, mas sem ser aqueles que ficam muito farofa, é preciso de pedacinhos grandinhos). Atenção: Esse item é opcional, dá para fazer o crocamte de caramelo sem castanha.
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 colheres de sopa de leite em pó

Antes de começar: Unte uma superfície com um pouquinho de óleo (pode ser ferro, mármore, qualquer lugar onde você possa por o caramelo quente para ele esfriar).

Modo de preparo:

Fazer caramelo é tarefa que exige atenção e detalhes. Siga as dicas a risca que tudo tem muita chance de ir bem. Coloque o açúcar todo em uma panela larga que ele possa ter espaço para derreter tranquilamente. Acrescente a manteiga e a baunilha. Espere o açúcar começar a derreter, quando isso acontecer vá movimentando a panela lentamente para mexer o conteúdo e garantir que todo o açúcar vá derretendo por igual. Mexa bem devagar mesmo a panela – agitar demais as moléculas de açúcar enquanto ele derrete não é bom. Quando todo o açúcar tiver derretido e começado a ganhar cor, você pode mexer devagar com uma colher de pau, para misturar tudo. Use seus olhos e nariz: a cor ideal é um âmbar-avermelhado, se passar disso queima e não fica o aroma floral, doce, amargo, emocionante. Quando atingir esse ponto, acrescente a castanha, se for usar. Desligue o fogo e misture rapidamente. Tire a mistura da panela imediatamente e coloque naquela superfície que você untou.

O caramelo precisa ficar próximo a essa cor, se escurecer muito fica amargo!

Figura 1: Momento em que acrescentamos o amendoim. Figura 2: O caramelo esfriando na superfície untada. 

Agora você vai deixar esfriar completamente. Depois que esfriar desprenda o bloco de caramelo da superfície, quebre em algumas partes e coloque dentro de um saco plástico resistente, acrescente dentro do saco o leite em pó e feche. Use um martelo (ou qualquer objetivo pesado que sirva) para bater no saco, triturando o caramelo e criando a nossa linda farofinha. Depois que estiver tudo em pedaços pequenos e com aspecto de farofinha, está pronto para usar!

Rendimento

Da para cobrir um bolo ou uma torta grande (de cerca de 30 cm de diâmetro). Se você for precisar de menos, corte a quantidade de ingredientes pela metade e faça do mesmo jeito.

Dicas

  • Fica uma delícia para usar como cobertura e complementar recheio de bolos e tortas, para colocar no sorvete, ou para qualquer coisa que você queira. Seja criativo, pop, underground e invente!
  • Se posto em local úmido (geladeira) o caramelo umedece, não fica com gosto ruim, mas fica meio grudadinho. Então se o consumo não for demorar muito é melhor ser mantido fora da geladeira mesmo.
  • Não se preocupe com o caramelo grudado em seus utensílios de cozinha. É só deixar de molho na água que o caramelo dissolve e será bem fácil lavar tudo!
Essa é uma torta que eu fiz e cobri todinha com esses maravilhosos crocantes! Que bonitinha, né?

Essa é uma torta que eu fiz e cobri todinha com esses maravilhosos crocantes! Que bonitinha, né?