Brócolis gratinado – a simplicidade emocionante e deliciosa de um clássico francês

Brócolis gratinado com crosta. Um prato francês originalmente feito com couve-for – “Gratin de chou-fleur avec une chapelure aux noisettes”. Mas se você não ama couve-flor, pode fazer com brócolis. A função mais bonita desse prato é ele tirar sorrisos surpresos na primeira garfada, porque as pessoas não esperam muito de um legume gratinado, mas há coisas bem emocionantes onde a gente menos espera.

Como fazer:

1) Cozinhe um brócolis inteiro (ou couve-flor) e reserve.

2) Faça um molho mornay, que é assim: Em uma panela derreta 1 colher de sopa de manteiga e junte 1 colher de sopa de farinha de trigo. Cozinhe até virar uma pasta clara (1/2 min), que se chama “ROUX”. Então desligue o fogo e junte 500 ml de leite frio, mexendo sem parar. Junte agora 1 colher de chá de mostarda de Dijon, pimenta, cravo-da-índia em pó (opcional), noz-moscada ralada e sal – esses últimos todos à gosto. Volte ao fogo e cozinhe até engrossar, mexendo sempre, e você terá um “MOLHO BÉCHAMEL”. Junte então 200g de algum queijo ralado ou cortado em pedacinhos e mexa até derreter e incorporar, e você terá um “MOLHO MORNAY”.
Roux, béchamel, mornay. Um virando o outro. Bonito essas 3 etapas, você não acha?

3) Misture o brócolis cozido com o molho e disponha tudo em uma travessa. Coloque por cima queijo ralado, avelãs quebradas em pedaços e migalhas de pão.

4) Leve ao forno pré-aquecido à 180 graus por 20 min – ou até gratinar. Pronto. Não esqueça de reparar na emoção da primeira colherada da sua cia na mesa, ou na sua própria – é a parte mais legal

Como fazer Croque-monsieur – Um elegante e típico francês!

20150103_211847

Croque-monsieur jamais será apenas um sanduíche, apesar de ser um sanduíche. Ele foi o primeiro clássico francês que fiz na vida, há muitos anos.  Era uma sexta a noite, eu ainda era tão jovem, ainda não sabia tanta coisa (não que eu saiba tanto agora, mas sei um pouco mais). Eu não sabia ainda o quanto a gastronomia francesa ganharia espaço na minha vida – era um tempo que eu estava buscando para onde andar exatamente. A cozinha ajuda a gente a aprender coisas valiosas. Aprendi naquele tempo à primeiro olhar algo, mesmo que de longe, e depois ir ao seu encontro. Enfim. Croque pra mim tem um gosto de frescor, inicio, sonhos e começo – porque eu era assim quando ele entrou na minha vida. As horas da vida sempre tem um gosto.

Muito comum nos cafés e restaurantes da França, ele tem todo um gosto de aconchego, de abraço e conforto – Aliás, acredito fielmente que tudo que tem béchamel faz a gente se sentir abraçado, é quase uma lei de Newton isso. O croque tem charme, tem béchamel, muito queijo, muitos crocantes, tem muito de Paris e é um francês de tirar qualquer mau humor da gente.! E não tem nada de difícil em fazê-lo. Abaixo a receita que compartilho com muito afeto e memória – seja feliz fazendo, e bon appétit!

Ingredientes:

Antes de listar os ingredientes gente, uma observação: Não limitaremos quantidades porque isso vai depender de quantos sanduíches você irá fazer. Ao longo da receita e durante a montagem do sanduíche daremos sugestões de quantidades, mas cada um pode colocar o tanto de queijo que quiser ou o tanto de molho que quiser, porque somos livres!  Agora vamos ao que você irá precisar:

  • Pão cortado em fatias (pode ser de fôrma, eu prefiro sempre artesanais, e quando é possível sempre opto por brioche).
  • Manteiga
  • Mostarda Dijon (Se não tiver pode ser mostarda comum)
  • Queijo Gruyère (Esse tipo de queijo tem um tom doce que combina demais com essa receita! Porém se você preferir pode usar outro queijo, como mussarela ou parmesão).
  • Presunto (do tipo que você preferir).
  • Molho béchamel (Espera que já mostramos a receita desse molho!)

Modo de preparo:

A primeira coisa a fazer é seu molho béchamel! Você descobre como fazer o molho béchamel clicando aqui. Com essa receita de molho béchamel você consegue fazer até 4 sanduíches, se for precisar para mais faça mais de uma receita. Depois de pronto reserve o molho. Agora você irá tostar o seu pão – para cada sanduíche você precisará de 2 fatias. E existem dois jeitos de tostar: Passar um pouco de manteiga e colocar naquelas torradeiras eletricas ou passar manteiga nas fatias e tostar na frigideira, você que escolhe. Feito isso, é hora de começar a montagem do sanduíche, siga a seguinte ordem:

  1. Pegue uma das fatias e passe um pouco da mostarda (bem pouquinho).
  2. Coloque a quantidade desejada de presunto (uma fatia grande já está bom)
  3. Coloque uma camada de molho béchamel (cerca de 1 à 2 colheres de sopa)
  4. Coloque a quantidade desejada de queijo (se você ralar o queijo fica melhor, mas pode colocar como preferir)
  5. Passe mostarda na outra fatia de pão e coloque por cima de tudo.
  6. Então passe mais uma camada de molho béchamel
  7. E para finalizar, coloque mais queijo por cima.

Todas as fases da montagem do Croque-monsieur, e a última imagem é ele já assado!

Todas as fases da montagem do Croque-monsieur, e a última imagem é ele já assado!

Pronto! Agora é só levar seu croque-monsieur para tostar no forno pré-aquecido à 200 graus, por cerca de 15 à 20 minutos (ou até que o queijo de cima comece a dourar). Depois é só servir! Olha que lindo que fica:

20150103_211649

20150103_211417

Bon appétit!

Receita de molho mornay (Opção tradicional ou com dose extra de Mostarda Dijon).

20150428_184124

O Molho Mornay é um lindo descendente do Molho Béchamel – Bem parisiense e carregado de sabor suave e charme, como não amar? O preparo é bem fácil, segue praticamente o mesmo processo do Molho Béchamel, com apenas 2 ingredientes a mais (Para ver a receita do Molho Béchamel clique aqui). Esse molho pode ser consumido com inúmeros pratos, desde um croque-monsieur até diversos tipos de massas. Eu o fiz essa semana adicionando uma dose extra de mostarda dijon, o que ficou maravilhoso! (dou abaixo a opção de preparo com a dose normal e com a dose extra de mostarda dijon). Vamos ao preparo! (Essa receita rende aproximadamente o suficiente para acompanhar cerca de 350g de massa).

Ingredientes: 

  • 1 colher e meia de sopa de manteiga (Nem pensar em substituir por margarina! Clique aqui e saiba o porque)
  • 1 colher e meia de sopa de farinha de trigo
  • 300 ml de leite frio
  • De 1 colher à 1 colher e meia de café de sal (cuidado para não exagerar e cortar a suavidade do molho)
  • Meia colher de café de noz-moscada ralada (as raladas na hora tem mais presença)
  • Aproximadamente 50g de queijo parmesão ou gruyère ralado (eu prefiro por uma mistura dos dois!)
  • Meia colher de café de cravo-da-índia em pó
  • Mostarda Dijon (Para o preparo de um Mornay tradicional use apenas uma colher de café de mostarda dijon, e para o preparo de um Mornay com a dose extra de mostarda dijon que falei acima, acrescente 2 colheres e meia de café!).

Modo de preparo:

Primeiro faça o Roux (um preparo tradicional francês, que serve como base para muitos molhos). Ele consiste em cozinhar farinha de trigo na manteiga. Inicie pelo Roux da seguinte forma: Derreta a manteiga na panela e acrescente a farinha de trigo, então mexa sem parar com um fouet, por cerca de 2 minutos, até obter essa consistência, ó:

Quando estiver igual a segunda imagem é hora de colocar o leite e demais ingredientes!

Quando estiver igual a segunda imagem é hora de colocar o leite e demais ingredientes!

Então acrescente aos poucos o leite, sempre mexendo com o fouet. Em seguida acrescente o sal, a noz-moscada, o cravo-da-índia e a mostarda dijon (a quantidade de acordo com a opção de molho que você quer – o tradicional ou o com dose extra de dijon). Continue mexendo sem parar, em fogo baixo, por cerca de 5 à 8 minutos, até obter essa consistência (não deixe secar muito):

20150103_191115

Por último acrescente o queijo, mexa por 1 minuto e desligue! Prontinho! Abaixo sugestão de consumo – A opção com dose extra de dijon ficou MARAVILHOSA com o cappelletti de carne da Massas Romagnola! Coisa de sonho!

 20150428_184017