Receita de Nhoque de Batata-doce!

Jatica (que em tupi-guarani significa “fruto enterrado”). Batata-doce. Ipome batatas. Ela adocica nosso paladar de uma forma tão gentil, que tem algo de hipnotizante no sabor dela. Nhoque de batata-doce é um dos meus pratos prediletos. Porque batata-doce está nos traços culturais da nossa história, está nos hábitos mais antigos da minha família, é um alimento muito generoso com a nossa saúde e tem um sabor encantador. Que bom ter batata-doce na nossa existência, a vida é um pouco mais feliz com ela. Aprenda a fazer esse nhoque simples e sensacional. Melhor coisa, sério. Vem fazer e adocica sua vida, meu amor. (Abaixo também dou umas dicas de molhos para acompanhar, mas na foto comi ele apenas com azeite de oliva bom, flor de sal, castanha-do-pará e coentro, minha gente, é bom de um jeito que nem dá pra dizer).

Ingredientes:

  • 1kg de batata-doce
  • Aproximadamente 250g de farinha, o que dá 1 xícara e meia (de trigo normal ou de arroz, eu gosto da de arroz)
  • 3 colheres de sopa de polvilho doce
  • 1 ovo
  • Uma pitada de sal

Modo de preparo:

Cozinhe a batata com casca – corte em pedaços menores para não demorar tanto. Mas não em tão menores para não prejudicar o amido, corte ao meio no máximo em três partes cada batata. Cozinhe no vapor ou em uma panela com água. Eu prefiro no vapor. Depois de cozida tire a casca e amasse toda a batata em uma vasilha grande, fazendo um purezinho. Então acrescente o ovo, a pitada de sal e o polvilho, comece a mexer e vá acrescentando a farinha aos poucos, até obter uma massa homogênea (a quantidade total de farinha depende da umidade, acrescente um pouco mais ou um pouco menos se achar necessário). Não coloque muita farinha, o nhoque é uma massa sensível e molinha mesmo. O segredo do bom nhoque é ter muito mais batata que farinha.

Feito isso, esfarinhe uma superfície e pegue um pedaço da massa e faça rolinhos, cilindros, depois vá cortando os pedaços (pedaços de 2cm são o ideal) – lembre-se de sempre que precisar polvilhar farinha para não grudar, a massa é úmida e bem sensível, gruda fácil, conforme for cortando polvilhe farinha nos pedaços e procure não sobrepor um pedaço no outro, para evitar que grude. Feito isso gente, já ta pronta sua massa de nhoque! Agora é só cozinhar: Ferva água, então coloque os pedaços de nhoque na água fervente, quando subirem a superfície é porque já cozinhou – não deixe passar do ponto, subiu já tira da panela e escorra, é uma massa fresca sensível! Se passar fica molengo demais! Escorra e sirva com o molho de sua preferência!

Seja feliz nesse sabor incrível que o nhoque de batata-doce tem! Seguem abaixo algumas sugestões de molho para acompanhar (clique no link para acessar a receita):

Receita de molho de tomate rústico

Receita de molho de manteiga e sálvia

Molho de cogumelos com vinho branco

Molho de laranja e vinho branco

Molho de laranja e tomilho

Clicando aqui você também confere a receita do tradicional nhoque italiano! Que já ensinei por aqui também! 

Anúncios

Conhecendo o ingrediente: Batata-doce.

sweet-potato-1615024_1280

Jatica (que em tupi-guarani significa “fruto enterrado”). Batata-doce. Ipome batatas. Um mundo de possibilidades se desenha diante dos meus sentidos quando olho uma batata-doce. Originária da América Latina, a batata-doce é muito presente nos laços culturais do nosso país. Tenho muitas memórias com batata-doce – Minha família gosta de boas e longas conversas. Muitas vezes essas conversas aconteceram em mesas cheias, de gente, de alegria e de batata-doce cozida, com casca, servidas com uma boa manteiga de garrafa do lado e café fresco. Eu sinto o cheiro dessa cena ao escrever isso. Além de ser boa para conversas longas com pessoas ótimas, a batata-doce é boa para os músculos, é antioxidante e até anti-inflamatória, veja vocês.

Ela também é conhecida como batata-da-ilha ou batata-da-terra. Seu sabor doce incrível incrementa muito bem uma série de pratos. Um tubérculo para amar muito. Batata-doce é boa pura – cozinhá-la e depois passar uma manteiga boa, e só. Também fica muito boa com carne de porco, com misturas de legumes assados, para fazer massas (como nhoque), assada com costela bovina, etc.

Além de muito saborosa, ela traz uma série de benefícios à saúde: Tem propriedades anti-inflamatórias, graças a vitamina C, vitamina B6, beta-carotena e manganês, ajudando na cura de inflamações internas e externas. Há elementos na batata-doce que ajudam a equilibrar o açúcar no sangue e também a combater o colesterol, ela também é ótima para o coração do diabético. A batata doce é muito consumida por atletas, por auxiliar o desenvolvimento muscular.

E você sabia que as folhas da batata-doce também podem ser consumidas? Pois é, elas tem sabor, alto valor nutritivo e podem ser preparadas como couve, por exemplo – ela precisa ser cozida um pouco. Lembrando que aquilo que normalmente descartamos pode, muitas vezes, oferecer muita coisa boa também. Aproveitem tudo de saúde, sabor e história que a batata-doce tem a oferecer. Confira algumas receitas abaixo e faça isso já! Depois de conhecer melhor um ingrediente, cozinhá-lo é diferente.

Clique aqui e veja uma sardinha de panela de pressão que ensino a fazer para comer junto com batata-doce. 

Clique aqui e veja uma carne de porco que ensino fazer para comer junto com batata-doce. 

Clique aqui e veja receita de chips de batata-doce.

Clique aqui e veja como fazer batata-doce assada com cenouras.

Batata-doce e cenoura assada com azeite – Rústico, puro, genuíno.

image

Não é apenas de pratos elaboradíssimos que podem vir experiências gastronômicas incríveis. A simplicidade pode fornecer algo mágico se estivermos prontos para notar o sabor puro e simples da natureza, do ingrediente em sua forma e composição singular. A sensibilidade ao simples nos fornece a chance de uma viagem pelas propriedades do ingrediente, notando a alma dele. As cenouras e batatas-doces da imagem forem feitas da seguinte forma: Foram colhidas, apreciadas, lavadas, cortadas com carinho em cortes rústicos. Coloquei azeite em uma forma, por cima as batatas e cenouras, depois reguei com mais azeite. Assaram por cerca de 20 a 30 mintos a 190 graus, tirei do forno, notei se estava no ponto, estavam perfeitas. Coloquei flor de sal por cima e comi – comi a batata, a cenoura, o azeite e a flor de sal – as senti, pensei na natureza, senti gratidão, me conectei a algo de antigo do mundo, algo rústico, puro, real e genuíno. Nunca vou esquecer o gosto dessa cena inteira.

Como fazer Chips de Batata Doce!

20160211_192438

Aquilo que faz “creck” – Receita de Chips de Batata doce! O singelo estralar do creck ao morder o alimento nos conta da beleza da possibilidade de transformação ao cozinhar. A natureza nos da a batata, e a gente pode fazer muita coisa dela, inclusive fazer o creck – com um chips de batata doce. O “creck” da mordida de um chips é um barulhinho que entusiasma – creck lembra snack, lembra coisa de comer papeando, lembra descontração, lembra diversão – e particularmente me lembra Cyndi Lauper porque eu fiz uma vez morrendo de ouvir Cyndi e aí pra sempre chips de batata doce vai lembrar ela – Vem aprender e se divirta fazendo – just want to have fun… ow uouuu…

Ingredientes:

  • Batatas doces (com casca ou descascadas, você quem sabe!) – o quanto quiser fazer.
  • Óleo de sua preferência ou azeite de oliva
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Tomilho ou alecrim (ou outra erva que goste do aroma)

Modo de prapro:

Corte as batatas em rodelas bem finas, então as coloque em um recipiente com água e algumas pedras de gelo e deixe de molho por 15 minutos. Enquanto isso, pré-aqueça o forno à 200 graus.  Após isso retire e seque as batatas com um pano ou papel absorvente. Em seguida pincele as fatias com o óleo ou azeite, de ambos os lados, e coloque em uma forma grande (sem sobrepor as rodelas). Polvilhe sal, pimenta, a erva de sua escolha e leve ao forno por cerca de 30 minutos (virando as rodelas na metade do tempo), ou até dourar no tom desejado. Prontinho! Antes de servir experimente e acerte o sal se for o caso!

Se quiser fazer no microondas, coloque as rodelas sobre um papel toalha, deixe 6 minutos, vire elas e deixe mais 2 minutos – Eu prefiro no forno!

 

Receita de Sardinha de Panela de Pressão

????

Nem sempre é preciso ficar horas na cozinha para elaborar uma refeição que encanta e surpreende. Coisas simples podem surpreender – Sardinha pode surpreender! Um prato simples que com o acompanhamento certo proporciona uma experiência gastronômica linda! Em menos de 40 minutos você prepara esse prato! E servir com batata doce é fazer um casamento de sucesso! Vamos a receita:

Ingredientes:

  • 1 kg e meia de sardinha (inteira, limpa e sem cabeça).
  • 1 copo americano de óleo (ou azeite se preferir)
  • 3 dentes de alho triturado
  • Meia cebola média picada
  • Sal à gosto

Modo de preparo:

Deixa a sardinha de molho em água fria com limão por 15 minutos (esprema um limão inteiro e coloque água suficiente para cobrir a sardinha em um recipiente). Coloque o alho, a cebola e o óleo em um panela de pressão e refoque por cerca de 2 minutos, então  escorra a água da sardinha e coloque junto, acrescente o sal, misture um pouco e tampe a panela. Cozinhe na pressão por cerca de 20 minutos (porém fique atento – o cheiro vai indicando a hora certa de desligar a panela – se ficar na dúvida pode abrir antes de dar 20 minutos para dar uma conferida). E prontinho! Simples e delicioso! É uma opção bem melhor que sardinha enlatada! Pode ser servida fria ou quente. Fica sensacional de servir com batata doce cozida, os sabores se equilibram. Bom apetite!