Risoni com cogumelo, abobrinha e parmesão!

Conhece Risoni?

Massas – como elas me emocionam. Acho uma pena que a gente se limite a consumir poucos tipos, sem explorar sua infinitude. Os italianos presentearam o mundo com uma arte profunda (profunda mesmo, cada tipo de massa é uma história ancestral linda), deviamos aproveitar melhor. Viver plenamente o sabor do “belo do mundo” exige a ousadia de provar o novo – isso serve para as massas e para a vida. Faça essa receita pensando nisso.

Risoni (ou orzo), é um tipo de massa com corte que se assemelha ao arroz (tanto que o preparo que faremos aqui é como um risoto). Muito usado em sopas também. O tamanho e formato permite que os sabores dos molhos e ingredientes penetrem nele de um modo lindo. Vamos à receita!

Ingredientes:

  • 1 xícara e meia de risoni (orzo)
  • Meia cebola picada
  • Manteiga à gosto
  • Azeite de oliva à gosto
  • Cerca de 300g de cogumelo fresco (rosa, shitake, etc).
  • Sal à gosto
  • Pimenta à gosto
  • Curry à gosto
  • Fatias de abobrinha grelhada no azeite, à gosto
  • 100g de queijo parmesão (um bom, isso importa)

Modo de preparo:

Higienize os cogumelos com um papel ou pano de prato úmido (jamais os lave). Corte em fatias e grelhe na manteiga, azeite, sal e pimenta. Reserve.
Corte a abobrinha grelhada em pedaços menores, reserve.
Em uma panela doure a cebola na manteiga e acrescente o risoni. Doure por 1 minuto. Coloque sal, pimenta e curry. Então vá acrescente o caldo de legumes aos poucos, mexendo de vez em quando (como no preparo de risoto). Quando uma porção estiver secando coloque outra e assim até ficar “al dente” – ou no ponto que goste (fique de olho, risoni cozinha mais rápido que risoto). Estando no ponto acrescente o cogumelo, a abobrinha, mais manteiga e o parmesão ralado, misture, acerte o sal, se precisar de mais umidade coloque mais caldo e pronto, sirva em seguida.

Dica: se achar, escolha o cogumelo rosa, a textura dele fica linda aqui.

Como fazer bruschetta de abobrinha com hortelã e aprender algo sobre a generosidade de combinar certo as coisas da natureza. 

Modo de preparo:

A combinação certa honra tudo, é lindo. Tempere abobrinhas cortadas em lâminas com folhas de hortelã, sal, pimenta, limão siciliano, azeite e gentileza. Deixe descansar, para que tudo se aproxime e se encontre direito, 20 minutos está bom. Depois é só cobrir com isso um pão maravilhoso tostado na manteiga. Um queijo forte por cima deixa mais incrível ainda, se for pecorino então, eu choro. A combinação certa honra tudo, é lindo. E para coroar essa experiência, um azeite bom que você confie faz o sabor ficar cravado na sua alma, memorável, mesmo. Aprendi essa combinação honesta e boa no livro mais emocionante que tenho degustado, o “Todas as sextas”, da Paola Carosella. Enfim, bon appétit.

Como fazer croquetes de abobrinha – usando sua sagrada intuição.

Abobrinha ralada, migalhas de pão, queijo parmesão ralado, ovo, sal e pimenta. Junte tudo isso até ter uma consistência que dê pra pegar “bolotas” com uma colher para dispor na frigideira. Mais migalhas de pão para mais consistência, mais ovo caso ainda esteja seca. Na frigideira quente com fios de azeite, frite, dourando os 2 lados, em porções pequenas, “bolotas”. Croquete de abobrinha. Tão bom. As quantidades? Hoje não tem. Na verdade essa receita é mais um convite pra você se conectar mais com sua intuição – na hora de cozinhar, também na hora de viver. Algumas coisas na cozinha precisam de exatidão, mas muitas precisam só da sua intuição (sim, você tem uma. Tutoriais demais às vezes te fazem esquecer, mas você tem). É lindo aprender o que não sabe e se inspirar nos conteúdos todos que hoje chovem sobre a gente. Mas precisamos também usar nossa intuição, criatividade, arriscar, errar, ajeitar, aprender – um processo natural bonito que às vezes não damos importância. Crie também sua receita, sua experiência intuitiva, se dê a chance de viver seu processo criativo e não só reproduza os processos que assiste.

Frango grelhado com molho de laranja e tomilho, arroz com pimenta cambuci e abobrinha e cebola grelhada!

20150726_135304

Combinação que da certo, que dá amor e que dá pra fazer fácil A abobrinha e a cebola são grelhadas com um pouquinho de azeite e sal. Agora para saber como fazer o restante, clique nos links abaixo:

Arroz com pimenta cambuci

Frango grelhado (com um tempero especial à base de tomilho e laranja)

Molho de laranja e tomilho (para regar o frango)

Bom apetite!

Tempero para frango à base de tomilho e laranja.

??????????????

Para temperar é preciso respeito e sensibilidade. Respeitar o que o ingrediente suporta e recebe equilibradamente, harmonizar a erva com a carne, com a força do sal (que deve ser medida e controlada), criando uma experiência que liberte o melhor de cada ingrediente. Respeitar o ingrediente é compreender com amor e delicadeza as possibilidades que a natureza oferece, mergulhando de modo pleno nos sabores que o mundo tem, que o mundo é. Tomilho, laranja e frango são para mim uma trindade linda, que juntos dançam e mostram algo lindo de sentir. Aprenda abaixo um tempero para frango que faço, que amo, que sinto.

Ingredientes (para temperar cerca de 600g de filés de frango):

  • Tomilho (fresco ou seco) à gosto
  • 2 dentes de alho amassados
  • O suco de uma laranja grande
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Cerca de 1 colher de sopa de azeite de oliva extra-virgem

Modo de preparo:

Simples, sem segredos. Tire o frango da geladeira um tempo antes de temperar, para que esteja o mais próximo da temperatura ambiente. Com ele já higienizado e cortado em filés, coloque em uma tigela e acrescente todos os ingredientes, misture com as mãos, apertando levemente com os dedos mas sem muita força para não esmagar os filés. Após misturar bastante deixe descansar fora da geladeira por pelo menos 20 minutos antes de cozinhar (eu tempero as vezes 2 horas antes de preparar, ou até um dia antes). Eu os faço grelhados. Daí é só criar molhos e acompanhamentos que sua imaginação permitir, e ser feliz.

Como fazer Risoto de Abobrinha e Parmesão

20150327_194210

Risoto tem se tornado umas das coisas que mais tenho cozinhado ultimamente! No fundo é um preparo simples e rápido, e que dá muito espaço para inventarmos, pois quase tudo pode virar um risoto, basta ir testando coisas que ficam boas juntas! E isso é o puro ato criativo de cozinhar! Acho que por isso que risoto tem ganhado espaços aconchegantes no meu coração… (suspiros). Hoje a receita é de um fofinho risoto de abobrinha e parmesão! Mas que gracinha…

Ingredientes: 

  • 2 xícaras e meia de chá de arroz arbóreo
  • Meia abobrinha média cortada em tiras ou fatias (Ou uma inteira se for muito pequena).
  • Meia cebola grande picada em cubos ou 1 pequena (Pode ser cebola roxa se você preferir).
  • Uma xícara de chá de vinho branco seco
  • Aproximadamente 5 xícaras de chá de caldo de legumes (Se for usar de cubos, dissolva 2).
  • 4 colheres de sopa de manteiga (Nem pensar substituir por margarina, clique aqui e saiba o porque).
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado e mais um pouco para usar na hora de servir.
  • Sal à gosto (Eu acho suficiente o sal do caldo, porém prove, se achar necessário acrescente em sua receita umas pitadas de sal).

Modo de preparo:

Ferva o caldo de legumes em uma panela e depois mantenha em fogo baixíssimo, apenas para mantê-lo quente. Coloque 2 colheres de manteiga em uma panela grande (onde irá preparar todo o risoto, precisa ser espaçosa), em fogo médio, e assim que ela derreter coloque a cebola, refogue até ela ficar reluzente (uns 3 minutos).Então acrescente o arroz e vá mexendo ele na panela, por uns 3 minutos. Acrescente então o vinho e mexa sem parar até ele evaporar.

IMG_20150302_211051

20150327_192254

Acrescente a abobrinha e mexa por uns 2 minutos. Coloque então cerca de 1/3 do caldo e continue mexendo. Quando começar a secar e a consistência ficar cremosa, acrescente metade do caldo restante, e continue mexendo até ir secando novamente. Depois vá colocando a última parte do caldo aos poucos, checando o ponto do risoto, vá colocando o necessário para atingir o ponto exato, que é quando o arroz fica parte macio parte durinho e úmido.

Quando chegar nesse ponto desligue a panela e acrescente as outras 2 colheres de manteiga e as 4 colheres de queijo parmesão ralado, e sirva em seguida!

Buon appetito!