Risoto de abóbora fácil e gracinha.

Saudemos a abóbora! Risoto é o coringa pau pra toda obra! Mil tipos para amar, mas esse de abóbora é um facinho que faço muitas vezes – o docinho e textura da abóbora cai bem lindo aqui. As quantidades são referências, mas use sua intuição e gosto pra adequar conforme sentir que precisa. Muitas receitas pedem seu olhar amoroso e clínico.

Caso queira, no meu Instagram @rodrigo.vilasboas tem um video no IGTV com todo passo a passo da receita, clique aqui para ver.

Ingredientes (serve 3 pessoas):

  • Cerca de 1/4 de abóbora cabotiá média, descascada e picada em pedaços pequenos
  • Cerca de 2 litros de água
  • Meia cebola picada
  • Manteiga (é a gosto, mas usei cerca de 3/4 colheres de sopa)
  • 1 xícara e meia de chá de arroz arbóreo
  • 1 taça de vinho branco
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto
  • Queijo parmesão ralado à gosto (melhor aqueles menos secos) – usei cerca de 150/200g
  • Algum queijo fresco (opcional, para finalizar)

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela ou caneca grande e coloque a abóbora dentro. Tempere a água com sal e pimenta e leve ao fogo. Quando a abóbora estiver cozida, escorre mas reserve a água (ao invés de caldo, é essa água que você usará para cozinhar o risoto).

Em uma panela, coloque uma colher de sopa de manteiga e junte a cebola, leve ao fogo médio e refogue até a cebola ficar translúcida, então acrescente o arroz e refogue 1 minuto e então acrescente o vinho, mexa até ele evaporar. Acrescente a abóbora cozida e esmague ela um pouco. Então comece a acrescentar o caldo (a água que você cozinhou a abóbora) aos poucos – naquele processo habitual do risoto – Coloque um pouco, mexa e espere secar um pouco, para só depois acrescentar a próxima leva, faça isso até o arroz estar cozido (o ponto vai de seu gosto, mais durinho ou mais molinho, experimente para saber). Mexa sempre durante o processo, para soltar o amido do arroz e garantir cremosidade. A última leva de água não deixe secar, apenas incorporar, para o risoto ficar cremoso. Finalize com o queijo parmesão e manteiga. Acerte o sal. Sirva imediatamente, coloque por cima, se for usar, o queijo fresco (mozzarella de búfala cai muito bem). Fácil, cremoso, brilhante e gracinha! 🙂 Bon appétit!

Quiche de abóbora com gorgonzola!

Mais uma opção de quiche – a rainha francesa elegante e simples que quem aprende, ama e faz muitas vezes nessa vida. Essa versão junta abóbora, gorgonzola e mel – uma combinação maravilhosa. Abaixo te conto as 2 opções de massa que você tem, te conto o recheio base e como construir essa versão!

Para a massa da quiche, você tem 2 opções:

Massa tradicional:

Ingredientes:

  • 90g de manteiga amolecida
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 colher de café de sal
  • 1 xícara e meia de farinha de trigo
  • 2 gemas pequenas ou 1 grande
  • Água gelada (só caso a massa fique seca).

Modo de preparo:

Misture/bata a manteiga com o açúcar e sal, com uma colher de pau, até esbranquiçar. Acrescente a farinha, as gemas e misture – sem amassar muito, só pra unir tudo. É uma massa quebradiça mas que vc tem que conseguir fazer uma bola com ela. Se estiver muito esfarinhada coloque água gelada pra chegar nesse ponto. Embrulhe num papel filme e deixe na geladeira por uns 15 minutos. Depois abra em uma fôrma essa massa até forrar toda ela e cobrir uns 2 dedos as laterais (ajeite com os dedos mesmo, é legal).

Massa de grão-de-bico:

Ingredientes:

  • Cerca de 400g de grão-de-bico cozido (se usar aqueles em lata, use 2 inteiras)
  • Azeite de oliva extra virgem à gosto
  • Sal à gosto

Modo de preparo:

Bata o grão-de-bico cozido em um processador ou liquidificador e vá acrescentando o azeite e um pouco de sal. Vá mexendo com uma colher em pausas para ajudar a bater tudo por igual. Tem que ficar uma massa consistente, mas durinha.

Use uma forma antiaderente ou unte uma com manteiga e farinha. Coloque a massa na fôrma, forrando toda ela e uma boa parte das laterais.

Recheio:

O Recheio básico da quiche consiste em: 4 ovos mais 2 gemas batidas (com fouet) com 250g de creme de leite, sal e pimenta à gosto. Essa parte liquida é a base, aí você incrementa e dá o sabor que quiser para sua quiche. Para essa versão, faça assim: na massa disposta na fôrma coloque cerca de 300g de abóbora cabotiá sem casca, cozida e meio esmagada (não totalmente, não queremos um purê, mantenha uns pedaços),  junte cerca de 150g de queijo gorgonzola (se não gostar, pode substituir por outro, os cremosos (tipo cream cheese) ficam muito bons também – nessa usei um queijo cremoso de gorgonzola. Acrescente fios de mel, à gosto, e daí distribua a massa liquida de ovos e finalize com queijo parmesão ralado por cima. Leve para assar no forno pré-aquecido à 180 graus por 30-40 minutos – até dourar levemente. Pronto! Bon appétit!

Carne de porco, abóbora assada com casca e farofa de semente de abóbora.

20160710_125154

Carne de porco temperada com respeito ao singular do ingrediente, para uma experiência de sabor coerente e gentil. Para acompanhar, abóbora assada com farofa de semente da mesma abóbora – o integral do ingrediente sendo observado, usado e apreciado, para a construção de uma refeição com gratidão e respeito à oferta total da natureza. Reeducar nosso olhar diante dos ingredientes e inaugurar novas formas de construir uma refeição – cozinhar pressupõe reinventar, explorar o natural e transformá-lo com amplitude. A gratidão ao que o mundo nos oferece se manifesta no modo como exploramos a natureza ofertada. A gratidão é a via mais linda do amor. Confira receita completa do prato abaixo – ao fazê-la, espero que a gratidão seja parte de sua refeição. Faça mais que o comum automático. Perceba seu ato com o alimento e olhe seu total.

Como fazer a carne de porco:

Clique aqui e veja um bom tempero para carne de porco – que respeita o animal, a origem, o seu natural e cria experiência sensorial plena. 

Como fazer a farofa de semente de abóbora:

Ingredientes:

  • Sementes de abóbora
  • Farinha de mandioca ou farinha de milho
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 dente de alho triturado
  • 1 colher de sopa de cebola picada em pedaços bem pequenos
  • Sal e pimenta rosa ou pimenta-do-reino à gosto
  • Coentro à gosto

Modo de preparo:

Lave bem as sementes de abóbora, deixe de molho na água por cerca de 20 minutos e depois retire e seque-as bem com um papel toalha. Então doure as sementes: Leve-as para uma frigideira quente, acrescente um pouquinho de sal e deixe dourar – vá mexendo. Quando estiver começando a ter cor dourada acrescente a manteiga, a cebola e o alho. Quando a manteiga derreter por completo adicione a farinha, ainda com 0 fogo ligado, para tostar um pouco a farinha – vá colocando farinha aos poucos, o suficiente para atingir o ponto de umidade desejado de sua farofa. Cuidado para não queimar! Mexa sempre. Pronto. Acrescente após desligar o fogo o coentro, se for usar.

Como fazer as abóboras assadas:

Pegue a abóbora da qual você extraiu as sementes e lave bem. Não tire a casca. Corte em pedaços de acordo com o seu gosto (veja na imagem os tamanhos que eu deixei). Coloque em uma forma, acrescente azeite de oliva e sal – apenas – e leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por cerca de 20 minutos – depende da potência do forno, vá checando o ponto dela até atingir o desejado. Pronto.

Sirva a carne de porco temperada com respeito, com abóbora assada com casca e com a farofa de sementes da mesma abóbora. Que a gratidão à natureza seja parte. Boa refeição.