Mac n’ Cheese (Macarrão com queijo)

Aquela cremosidade que chega ser obscena de tão boa. Um macarrão desses com queijo em um dia frio traz uma sensação fantástica de aconchego, sei nem te falar. Faz e me conta.

Abaixo a receita, mas no IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas tem um video com todo passo a passo. Clica aqui pra conferir, e se assistir o video: Acredite na minha dica de que mexer a panela com Tina Turner ajuda no resultado – porque se não for pra se divertir, você vai pra cozinha pra que?

Ingredientes:

  • 200g de macarrão
  • 4 colheres de sopa bem cheias de cheddar cremoso
  • 1 xícara de chá não tão cheia de parmesão ralado (melhor se for aqueles menos secos)
  • 5 colheres de sopa de creme de leite
  • Pimenta-do-reino à gosto

Coloque mais queijo se quiser, e você pode substituir os queijos, legal ter sempre 2 tipos. Mas eu AMO fazer com cheddar, o babado é outro.

Modo de preparo:

Ferva água para cozinhar o macarrão, coloque um pouco de sal nela. Quando estiver fervendo coloque o macarrão e cozinhe até ficar no ponto que você goste. Escorra o macarrão e reserve 1 xícara da água do cozimento (irá ajudar no molho). Em uma panela ou frigideira grande o suficiente para receber todo o macarrão, coloque o cheddar e leve ao fogo médio, junte o outro queijo e o creme de leite, e misture bem para tudo virar uma mistura cremosa e homogênea. Coloque pimenta-do-reino à gosto. Junte o macarrão e metade daquela xícara com a água do cozimento. E comece a misturar tudo, mantendo agora o fogo baixo – para atingir a cremosidade que deseja, coloque mais creme de leite, água do cozimento ou queijo – vá sentindo se precisa de mais até ficar com cremosidade suficiente. Acerte o sal. Prontinho, sirva na hora!

Chapati (pão de frigideira indiano)

Tipo um Rap10 caseiro. Só leva 4 ingredientes e alguns minutos pra você fazer esse pão gracinha cheio de emoção indiana. Serve pra sanduíches, pra acompanhar vários pratos (principalmente os cremosos), para entradinhas… vixe, muito amor possível. Gosto tanto dessa receita, espero que aproveitem!

Abaixo a receita, mas se quiser, clique aqui e veja no IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas um video com todo passo a passo!

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de farinha de trigo
  • Meia colher de chá de sal
  • 1/3 de xícara de chá de água
  • 1 colher e meia de sopa de óleo

Modo de preparo:

Em uma tigela coloque a farinha e o sal, misture e coloque e metade da água, misture para umedecer a farinha. Acrescente o óleo e misture, e então acrescente o restante da água. Incorpore tudo. Espalhe farinha em uma bancada e sove a massa por pelo menos 4 minutos, até a massa ficar macia. Cubra com papel filme ou com um pano e deixe descansar 10 minutos. Após isso, faça um rolo com a massa e corte em no máximo 7 partes. Faça bolinhas com essas partes e abra elas, deixando na espessura mais fina que puder, sem deixar rasgar. Aqueça uma frigideira (melhor se for antiaderente) em fogo médio, não precisa untar, e leve os discos, um por vez. Deixe uns 30 segundo de um lado e depois uns 15 do outro. Pronto! Se quiser, ao tirar da frigideira, passe ele direto na chama do fogo do fogão, para dar uma tostada – eu adoro essa parte e adoro o resultado que ela traz! Coma como quiser, são mil possibilidades de uso! 🙂

Panqueca de aveia sem farinha!

Receita leve muito leve nossa very leve. Simples e com poucos ingredientes, te ajuda a se emocionar com panquecas queridas mesmo quando não puder ou não quiser consumir farinha de trigo. Vem cá ver essa leveza toda em forma de receita.

Abaixo receita escrita, mas caso queira ver um video com todo passo a passo detalhado, só clicar aqui que tem no IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas

Ingredientes:

• 1 xícara e meia de chá de farinha de aveia
• 1 xícara e meia de chá de leite
• 3 ovos
• 3 colheres de sopa de azeite
• Sal e pimenta (2 pitadas de sal e 1 de pimenta)

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes, batendo com um fouet até ficar uma mistura homogênea. Unte uma frigideira antiaderente com fios de azeite e coloque porções, rodando a frigideira para fazer um disco fino. Quando fritar de um lado vire e frite do outro. Faço isso até acabar toda a massa.

Recheios:

Você pode rechear com o quiser (carne moída, frango, recheios maus úmidos com molhos, etc). Eu gosto de rechear com uma mistura de: 400g de ricota (misturo a ricota fresca com um pouco de creme de leite e amasso com o garfo para ficar mais pastoso) junto com 1 xícara de chá de alguma legume verde cozido (espinafre, brócolis, etc). Tempero com azeite, sal e pimenta.

Depois de rechear, é só finalizar como quiser (cobrindo com algum molho ou aó salpicando queijo por cima). Antes de servir leve já recheadas ao forno pré-aquecido à 200 graus por 10/15 minutos.

Pão de queijo com 3 ingredientes para emoções simples – E com um truque para deixá-lo saudável e funcional.

Todo mundo precisa de uma receita simples de pão de queijo para ter a chance de sentir em qualquer hora a magia do pão de queijo saido do forno, feito pelas suas mãos, para ser apreciado em um momento singelo e apoteótico com café, e paz.

E esse, além de exigir apenas 3 ingredientes, tem um truque bem legal para ficar mais saudável e amigo da sua dieta.

Abaixo receita completa escrita, mas se quiser ver um video com todo o passo a passo detalhado, só clicar aqui para ver no IGTV do meu Instagram.

Ingredientes (para 8/10 pãozinhos):

• 1 xícara de chá de goma para tapioca
• 75g de cream cheese
• 40g de queijo parmesão ralado
• 1 colher de sobremesa de chia e outra de linhaça (esses 2 são opcionais, mas isso que irá deixar a receita mais funcional para seu organismo – a tapioca sozinha sem algo que transforme um pouco como nosso organismo vai absorver ela, pode ser uma cilada pra sua dieta.
• Se quiser, 1 pitada de sal.

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes até obter uma massa fácil de manusear (se todos os ingredientes estiverem gelados, a massa fica mais fácil de manusear e também os pãezinhos ficam mais altos ao assar, mas se não estiverem gelados dá certo igual, só muda um pouco o aspecto). Unte sua mão com azeite e faça bolinhas. Leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por 25/30 minutos, até dourar. Prontinho!

Panquecas de parmesão! Fácil e feliz.

Panquecas de parmesão para o seu desjejum, quebra-jejum, mata-bicho, pequeno-almoço ou café-da-manhã. Modo simples e eloquente de construir sua primeira refeição do dia, e é uma gracinha. Fácil e feliz.

Como fazer: 

Para 2 porções, misture: 1 ovo, meia xícara de chá de farinha de trigo, 1 colher cheia de sopa de manteiga derretida, meia xícara de chá de leite, 1 pitada de sal e outra de fermento (tipo meia colher de chá), pimenta se quiser e queijo parmesão ralado à gosto (se usar um bom, desses que são adocicados, picantes e sensuais, você será mais feliz). Misture tudo com um fouet até incorporar bem e frite em uma frigideira com fios de azeite – coloque na frigideira e quando começar a subir bolhinhas é o sinal do universo dizendo que é hora de virar. Vire e deixe mais uns 40 segundos e tire. Pode comer ela assim pura que já é amor. Mas eu coloquei hoje presunto e pedaços de mozzarella de búfala por cima . Finalizei com fios de azeite e pimenta. Feliz fiquei. Bom sábado!

Café de terça do Brasil – Hoje: Pão na chapa em 2 versões (tradicional e com queijo cremoso tostado) com pingado.

Terça-feira de café da manhã inspirado no Brasil – mais um post dessa série que lancei semana passada, onde toda terça teremos um post de café da manhã que nos conecta com os hábitos da nossa gente. Hoje foi dia do absolutamente paulistano: Pão na chapa com pingado! E ainda 2 versões de pão na chapa: tradicional e com queijo cremoso tostado.

Nas “padocas” de São Paulo o velho pão na chapa com pingado (café com um pequena dose de leite) é um clássico que inicia o dia de muitos paulistanos.

Pão na chapa tradicional:

Não é muito comum, mas gosto de fazer com toque de azeite junto com a manteiga, fica incrível! Sem segredos: manteiga e azeite (cerca de 1 colher de sopa de cada para cada 1 pão) e 1 pitada de sal. Quando derreter, coloque o pão e pressione, achatando ele, até dourar.

Pão na chapa com queijo cremoso tostado:

Passe no pão algum queijo cremoso grosso à gosto (requeijão, normalmente aqueles de bisnaga são ótimos pra isso, sabe?). Aqui usei o emocionante queijo cremoso fundido de gorgonzola. Leve para tostar na frigideira já quente. Pressione de leve apenas um pouco, deixe uns 2/3 minutos – até criar uma casquinha maravilhosa do queijo.

O pingado é um café com “pingos” de leite – pra ter mais café que leite. Aqui usei o representativo cafezinho do Brasil da @nespresso.br , já que é de Brasil que a gente tá falando, né?

Na #cafedeterçadobrasil no Instagram você vai achando todos os posts da série!

Risoni com cogumelo, abobrinha e parmesão!

Conhece Risoni?

Massas – como elas me emocionam. Acho uma pena que a gente se limite a consumir poucos tipos, sem explorar sua infinitude. Os italianos presentearam o mundo com uma arte profunda (profunda mesmo, cada tipo de massa é uma história ancestral linda), deviamos aproveitar melhor. Viver plenamente o sabor do “belo do mundo” exige a ousadia de provar o novo – isso serve para as massas e para a vida. Faça essa receita pensando nisso.

Risoni (ou orzo), é um tipo de massa com corte que se assemelha ao arroz (tanto que o preparo que faremos aqui é como um risoto). Muito usado em sopas também. O tamanho e formato permite que os sabores dos molhos e ingredientes penetrem nele de um modo lindo. Vamos à receita!

Ingredientes:

  • 1 xícara e meia de risoni (orzo)
  • Meia cebola picada
  • Manteiga à gosto
  • Azeite de oliva à gosto
  • Cerca de 300g de cogumelo fresco (rosa, shitake, etc).
  • Sal à gosto
  • Pimenta à gosto
  • Curry à gosto
  • Fatias de abobrinha grelhada no azeite, à gosto
  • 100g de queijo parmesão (um bom, isso importa)

Modo de preparo:

Higienize os cogumelos com um papel ou pano de prato úmido (jamais os lave). Corte em fatias e grelhe na manteiga, azeite, sal e pimenta. Reserve.
Corte a abobrinha grelhada em pedaços menores, reserve.
Em uma panela doure a cebola na manteiga e acrescente o risoni. Doure por 1 minuto. Coloque sal, pimenta e curry. Então vá acrescente o caldo de legumes aos poucos, mexendo de vez em quando (como no preparo de risoto). Quando uma porção estiver secando coloque outra e assim até ficar “al dente” – ou no ponto que goste (fique de olho, risoni cozinha mais rápido que risoto). Estando no ponto acrescente o cogumelo, a abobrinha, mais manteiga e o parmesão ralado, misture, acerte o sal, se precisar de mais umidade coloque mais caldo e pronto, sirva em seguida.

Dica: se achar, escolha o cogumelo rosa, a textura dele fica linda aqui.

Biscoito assado de polvilho!

Receita simples, significativa e linda com nosso sagrado polvilho (que deriva da nossa sagrada mandioca). Qual foi a última vez que você tomou um café da tarde demorado numa mesa gostosa com alguém que valha a pena você gastar seu tempo? Esse biscoito costuma ajudar nisso. É a desculpa que minha família usa há anos pra se reunir e se conectar nas tardes dessa vida breve e tão boa.

No meu Instagram @rodrigo.vilasboas tem um vídeo detalhado onde ensino o passo a passo completo da receita, lá não tem erro. Clique aqui e confira.

Ingredientes:

  • 225 ml de leite
  • 100 ml de óleo
  • 2 colheres de chá de sal
  • 260g de polvilho azedo ou doce
  • 1 ovo
  • 80g de queijo minas ralado
  • 3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
  • Alceu Valença tocando de fundo
  • Vontade de gastar tempo produzindo marcas boas

Modo de preparo:

Em uma caneca ou panela (que possa ir na boca do fogão) coloque o leite, o óleo e o sal, misture e leve ao fogo, quando levantar fervura desligue.

Em uma tigela coloque o polvilho e coloque a misture de leite fervido, misture inicialmente com uma colher (estará muito quente). Acrescente o ovo e misture com as mãos. Você precisa de uma massa lisa e de fácil manuseio que seja possível enrolar – a quantidade de polvilho é relativa, depende da qualidade dele e da umidade do dia, coloque mais polvilho se precisar para atingir a textura ideal (no video no IGTV (link acima) tem o ponto certinho da massa).

Acrescente então os queijos e incorpore bem. Faça rolinhos no formato meia lua, coloque em uma fôrma e leve para assar em forno pré-aquecido à 180 graus até dourar. Prontinho! Tenha um café da tarde afetivo e seja feliz!

Nhoque de batata-doce com molho de tomate e calabresa!

Uma receita simples, acessível e boa de verdade que vem com um lembrete: Qualquer experiência na cozinha pode ser uma experiência emocional, contanto que você enxergue assim. Aproveitem a receita (que nasceu do meu almoço simples, despretensioso e cheio de marca boa). Se divirtam fazendo!

Abaixo receita escrita, mas no Youtube tem também um video dela, segue:

No IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas tem também o video completo, clique aqui e veja lá!

A receita da massa desse nhoque ensinei já em outro post, link abaixo para receita da massa e aqui, na sequencia, receita do molho!

Para ver a receita escrita completa da massa do nhoque de batata-doce, só clicar aqui.

Como fazer o molho de tomate com calabresa:

Ingredientes (para 4 porções):

  • Azeite de oliva extra virgem à gosto
  • 1 calabresa grande picada em cubos bem pequenos
  • Meia cebola média picada
  • 3 dentes de alho picados
  • Páprica defumada à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Sal à gosto
  • 6 tomates maduros picados ou 400ml de molho de tomate (orgânicos são sempre mais emocionantes).

Preparo do molho:

Aqueça uma panela grande e coloque fios de azeite. Acrescente a calabresa e doure um pouco, coloque a cebola, o alho e os temperos e misture. Em seguida coloque os tomates picados ou molho, deixar apurar um pouco e coloque um pouco de água e deixe apurar mais. Confira o sal e a consistência – acrescente mais água se quiser mais liquido ou deixe ferver e secar mais se quiser mais grosso.

Cozinhe o nhoque e acrescente na panela do molho bem quente, misture para tudo incorporar e sirva em seguida.

Receita de pão caseiro rápido, fácil e fofinho!

Pão caseiro absurdamente fofo, facílimo de fazer e que nunca dá errado – a verdade bonita de um pão feito por pessoas e não por máquinas. Existem muitos tipos de pães, os de fermentação natural são meus prediletos, mas nem sempre é possível fazê-los, são mais complexos e precisam de tempo. Todos precisamos de uma receita simples de pão nessa vida.

Ingredientes (para 1 pão grande e lindo):

  • 500g de farinha de trigo e um pouco mais para dar o ponto, se precisar.
  • 30g de fermento fresco (2 tabletes daqueles mais comum de achar) ou 1 envelope de fermento seco.
  • 1 colher e meia de sopa de açúcar
  • 1/4 de colher de sopa de sal
  • 200 ml de água morna
  • 1/4 de xícara de chá de óleo
  • 1 ovo

Modo de preparo:

Junte todos os ingredientes, exceto a farinha, no liquidificador e bata até tudo ficar uma coisa só. Coloque a farinha num bowl ou tigela grande que você goste (é bom quando gostamos de nossas tigelas) e faça um buraco no centro, então coloque nele a mistura liquida que você bateu e misture tudo. Comece com uma colher e depois continue com as mãos – e chega a hora de passar sua energia pra massa.

Amasse, sove, rasgue a massa e una de volta, coloque ar e verdade nela. Faça isso uns 5 minutos mais ou menos. Se ficar muito úmida e grudar nas mãos coloque mais farinha, mas não demais. Tem que ficar uma massa elástica. Após trabalhar a massa, abra ela um pouco com um rolo e enrole, como se fosse um rocambole (isso é só para o pão ficar liso e bonito, é um carinho com ele). Esfarinhe uma assadeira e coloque seu pão. Cubra com um pano úmido. Deixe descansar num lugar sem corrente de vento por 40/50 minutos (tipo no forno desligado). Ele vai dobrar de tamanho e isso é da hora. Leve então para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por cerca de 30/35 minutos – até dourar e um cheiro maravilhoso invadir sua alma. Pronto.

Coma numa tarde tranquila com café coado na hora e manteiga boa. Chega emocionar.