Menu completo para o dia dos namorados: Entrada: Brusqueta de salmão defumado. Principal: Risoto de limão siciliano e salmão à moda oriental. Sobremesa: Brownie.

Menu completo para o dia dos namorados! Receita de 3 pratos fáceis e mega acessíveis pra mostrar que qualquer um pode impressionar fazendo um jantar lindão. Cozinhe nesse dia dos namorados, dê seu tempo de presente. Pra mim, cozinhar para alguém, entregando tempo e dedicação (as coisas mais valiosas que temos), é o melhor jeito de amar e se conectar. Esse menu lindo foi desenvolvido junto com a Mundial Hercules , construindo essa possibilidade mara de jantar bem good romance, veja: Entrada: Brusqueta de salmão defumado com chantilly salgado. Principal: risoto de limão siciliano com salmão à moda oriental. Sobremesa: Brownie emocionante. Confira a receita do menu completo abaixo!

Brusquetas de salmão defumado

Ingredientes:

  • Um pão italiano
  • 2 pacotes de salmão defumado
  • 250 ml de creme de leite fresco
  • Sal à gosto
  • Endro (Dill)
  • Suco de 1 limão siciliano
  • Raspas do limão siciliano

Modo de preparo:

Tostar o pão no grill ou frigideira com azeite, passando um alho partido nas fatias. Bater o creme de leite em ponto de chantilly firme, colocar sal, o suco do limão, as raspas do limão e o endro. Colocar sobre o pão tostado o creme, o salmão defumado e finalizar com salsinha ou pimenta rosa.

Risoto de limão Siciliano

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de arroz para risoto
  • ½ xícara (chá) de suco de limão siciliano
  • 2 colheres (sopa) de raspas de limão siciliano
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • ½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • 1,5 litros de caldo de legumes
  • Azeite para fritar
  • 1 cebola picada
  • 180 ml de vinho branco

Modo de preparo:

Refogue a cebola no azeite e em 1 colher de manteiga até ficar transparente. Acrescente o arroz e envolva com a cebola refogada. Coloque o vinho branco e mexa até evaporar. Acrescente o caldo de legumes, aos poucos, sem parar de mexer. Conforme for secando o caldo acrescente mais um pouco. Um pouco antes de ficar al dente coloque o suco do limão siciliano e repita o procedimento com o caldo até que o arroz esteja al dente. Coloque o parmesão ralado e o resto da manteiga (que é à gosto, pra mim quanto mais manteiga, melhor). Mexa até incorporar e finalize com as raspas do limão siciliano.

Salmão à moda oriental

Ingredientes:

  • 500 gr de salmão em postas
  • 1 pimenta dedo de moça
  • 1 colher de sobremesa de gengibre picado
  • 7 colheres de sopa de molho de soja
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de sopa de óleo de gergelim
  • 1 colher de sopa de saquê

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes ao salmão e deixe marinar por 30 minutos. Frite com um fio de azeite na frigideira ou grill (a Hércules tem uns mara). Deixe no ponto de seu gosto. Sem deixar secar demais!

Brownie 

Ingredientes:

  • 200 gr de manteiga
  • 300 gr de chocolate meio amargo
  • 360 gr de açúcar
  • 4 ovos
  • 65 gr de farinha de trigo
  • 80 gr de cacau em pó

Modo de preparo:

Bater os ovos com o açúcar, adicionar e misturar o cacau em pó e o trigo. Em uma panela derreter a manteiga, adicionar o chocolate meio amargo para derreter junto. Depois misturar os 2 preparos para virar uma coisa só. Levar para assar em forno à 180 graus por 25 a 30 minutos.

Ame cozinhando e bon appétit!

Anúncios

Couscous cítrico e a chance de paz.

Eu realmente acredito que uma receita pode nos conduzir por um estado emocional diferente. E cada tipo de receita pode oferecer um tipo específico de emoção – algumas nos dão energia, entusiasmo e vontade de dançar, outras nos acalmam, outras nos fazem refletir sobre coisas complexas, outras nos inspiram a amar. Essa aqui é uma receita de calma, leveza e paz. Através dela, ouvindo uma música gentil e boa, eu experimento um real sentimento de paz.

Ingredientes:

  • 300g de couscous marroquino
  • Cerca de 10 azeitonas com caroço (porque é bom às vezes usar as coisas como elas realmente são, com caroço e toda verdade delas).
  • 2 colheres de chá de raspas de limão siciliano
  • cerca de 2 latas de atum sólido
  • Meia xícara de chá de ervilhas frescas (ou aquelas congeladas)
  • Cheiro verde picado à gosto
  • 1 tomate picado
  • Meia cebola média picada

Modo de preparo:

Se seu atum vier no azeite, separe ele do azeite e reserve para usar (nunca jogue algo que pode ser usado fora). Coloque para ferver 300 ml de água, acrescente 2 colheres de sopa de azeite e 1 colher e meia de chá de sal. Quando ferver coloque o couscous, misture, desligue o fogo e deixe hidratar por 8 minutos. Depois abra e misture pra soltar o couscous.

Em uma frigideira coloque 2 colheres de sopa de azeite, leve ao fogo médio e refogue a cebola, em seguida coloque o tomate e a ervilha, também refogue. Acrescente as raspas de limão, as azeitonas e o atum. Refogue até tudo misturar bem. Coloque essa mistura no couscous hidratado e misture tudo. Pronto. Coma em paz.

Clique aqui e acesse meu Instagram – lá no meu IGTV tem um vídeo com um passo a passo de toda a receita. 

Tapioca significativa de banana e queijo!

Receita simples com uma combinação impactante – que revela toda potência e sutileza do nordeste do nosso Brasil. Um dos meus jeitos preferidos de comer tapioca. Faço em muitas tardes dessa vida, e esse é o tipo de preparo que me faz parar pra sentar na mesa de casa sozinho a tarde e respirar fundo, através da experiência sutil e boa com uma tapioca. Acho que essa receita me acalma, entende? Faz pra entender.

Ingredientes:

Atenção: Todas quantidades são a gosto, dependem do tamanho da tapioca e o quanto você gosta menos ou mais recheada. Coloque a quantidade que for vendo que faz sentido.

  • Tapioca
  • Queijo (melhor se for coalho)
  • Manteiga (melhor se for baiana, mas se não for, tudo bem)
  • Banana (melhor se for da terra, se não tudo bem também)

Modo de preparo:

Corte a banana em cubos/pedaços pequenos. Em uma panela ou frigideira, aqueça um pouco de manteiga e coloque a banana. Refogue por 1 minuto ou 2, só para a banana amolecer e ficar cremosa linda.

Em uma frigideira, coloque a quantidade de tapioca que for usar. Espalhe montando um disco liso e uniforme. Espere 1 minuto e vire. Coloque a banana que refogou na manteiga e o queijo em pedaços. Deixe uns segundos e então feche a tapioca, espere mais uns segundos até o queijo derreter. Tire e sirva passando um pouco de manteiga por cima para umedecer mais, é bom. Seja feliz comendo.

Clique aqui e acesse o meu Instagram – lá no IGTV tem video completo com todo passo a passo desse preparo!

Receita de salpicão verde!

Verde e vermelho porque essas são as cores da memória afetiva no natal. É importante que o prato na mesa conte sempre o máximo possível da situação afetiva que se desenrola em volta dela. Nesse salpicão temático do meu coração, o conjunto de aromas verdes que compõe a cor também compõe um sabor muito fresco e equilibrado, com uma umidade muito adequada para acompanhar os outros pratos mais secos natalinos. A cor da comida atiça algo em mim, em você também? Espero que gostem da receita!

Ingredientes:

  • 1 peito de frango sem pele e sem osso cozido e desfiado (Sem segredo para cozinhar, cozinho sempre na pressão com um pouco de sal, pimenta, uma colher de sopa de azeite, cebola e alho)
  • 2 folhas grandes de couve higienizadas e cortadas em tiras finas
  • Metade de um repolho verde pequeno higienizado e cortado em tiras fininhas (opcional, se não gostar não precisa colocar).
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
  • 10 azeitonas verdes sem caroço picadas
  • Meio talo de salsão picado
  • Meia cebola pequena picada
  • Salsinha fresca picada à gosto
  • Cerca de 4 colheres de sopa de maionese
  • Cerca de 4 colheres de sopa de creme de leite
  • Sal à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Caldo de meio limão
  • 1 colher de sopa de vinagre branco
  • Tomate cereja para decorar
  • 1 maçã descascada e cortada em cubinhos bem pequenos

Modo de preparo:

Comece fazendo sua “pastinha verde” que dará a cor do salpicão. Coloque o couve cortado em um mixer ou no liquidificador, acrescente o azeite, o vinagre, a salsinha, o creme de leite e 2 colheres de sopa de maionese. Bata até triturar completamente e virar uma “maionese verde”. Se ficar muito pastoso e não bater direito, coloque um pouco mais de creme de leite. Reserve.

Em uma vasilha grande coloque o frango, acrescente o creme verde e todos os outros ingredientes – exceto o tomate. A consistência do seu salpicão depende do seu gosto – se quiser mais cremoso é só colocar mais creme de leite e maionese. Prove o sal e deixe de seu gosto também. Use o tomate-cereja para decorar. Prontinho!

Como fazer tender com mostarda e mel acompanhado de abacaxi grelhado.

Esse tender cheio de mostarda boa e mel, acompanhado de abacaxi grelhado, é daqueles pratos que você tira do forno, se emociona com o perfume e coloca na mesa com um orgulho que não cabe em você. É com ele que começo a série de postagens para o natal. Tenho produzido e pesquisado muita receita linda para compartilhar com vocês nessa época do ano – onde o que cozinhamos tem afeto e significado, mais que o normal. Esse tender tem uma das características mais marcantes da comida natalina: assados com toques adocicados e frutas nos preparos. Amo o tom que a mostarda e mel dá para o tender, somado ao aroma que o cravo deixa, é de sorrir na primeira garfada. O abacaxi grelhado traz a majestade toda que esse prato precisa para ser só alegria. Vamos à receita:

Ingredientes:

  • 1 tender inteiro (de aproximadamente 1 kg)
  • 2 colheres e meia de sobremesa de mostarda de Dijon
  • 2 colheres e meia de sobremesa de mel puro
  • Cravos da índia (quantidade à gosto)
  • 6 rodelas grossas de abacaxi
  • Açúcar e canela (pitadas para colocar no abacaxi antes de grelhar)

Modo de preparo:

Pré-aqueça seu forno à 200 graus. Pegue seu tender e faça cortes superficiais nele, cortes que montem um desenho xadrez. Misture o mel e mostarda e então besunte todo o tender. Então espete cravos nas extremidades dos cortes que fez, para o tender ficar com cravo espetadinho em grande parte dele.

Cubra com papel alumínio (sem esfregar ele muito no tender) e leve para assar por 20 minutos. Após esse tempo tire o papel e deixe até dourar – o que costuma levar 15 minutos. Pronto. Sinta o aroma lindo.

Para o abacaxi: coloque pitadas de açúcar e canela nos dois lados das rodelas de abacaxi. Esquente uma frigideira (de preferência antiaderente) e coloque um fio de azeite. Quando ela estiver bem quente coloque as rodelas de abacaxi e grelhe, dos dois lados, até dourar ambos.

Sirva o tender com o abacaxi. É sinceramente bom. Aproveite!

Como fazer Currywurst – prato alemão símbolo da comida de rua de Berlim!

O Currywurst basicamente é salsicha com uma espécie de ketchup com curry, simples mas absolutamente delicioso! É comumente servido com batata frita ou pão. O prato alemão nasceu após a segunda guerra mundial – em um cenário destruído e precário na Alemanha pós-guerra. Esse prato que era um opção barata e saborosa de refeição se tornou extremamente popular, e assim é até hoje. O curry foi acrescentado no ketchup por influência dos soldados ingleses que ocupavam a Alemanha no fim da guerra – os mesmos ingleses que criaram o curry sob influência da colonização na Índia – como tem história de tanta coisa num prato né? A comida conta a história do mundo! Veja abaixo o preparo tradicional de currywurst e seja feliz!

Ingredientes (para 2 porções):

  • 4 Salsichas do tipo Frankfurt ou Viena (ou a que achar, mas preze por uma de qualidade que faz diferença, amo as que são 100% carne suína)
  • 1 xícara de chá de extrato, polpa ou molho bem groso de tomate
  • 1 tomate bem maduro picado
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher e meia de chá de curry
  • 1 colher de sopa de molho inglês
  • 1 colher e meia de sopa de mel
  • 1 pitada de alguma pimenta em pó (gosto da caiena)
  • Meia colher de chá de canela em pó
  • Azeite de oliva à gosto
  • Sal à gosto

Modo de preparo:

Em uma frigideira (melhor antiaderente) coloque fios de azeite e doure as salsichas, de todos os lados. Reserve.

Na mesma frigideira doure o alho, em seguida acrescente o tomate e refogue ele um pouco, por uns 3 minutos. Então acrescente a xícara de molho de tomate, o molho inglês, o mel, a pimenta, a canela, o sal e o curry. Uma coisa importante desse molho é provar – alguns temperos e ingredientes variam de força e acidez, então prove e sinta no seu paladar, se sentir que está muito ácido e falta doce coloque mais mel, se sentir que falta acidez coloque mais molho inglês, se sentir pouca força mais curry – o curry precisa ser bem presente.

Misture tudo e deixe ferver por uns 3 minutos, então desligue.

Corte as salsihas (normalmente 2 por porção, mas fique a vontade para seu gosto e fome) e cubra com uma generosidade de molho. Finalize salpicando um pouco mais de curry por cima se quiser. Fica maravilhoso servido com batata frita. Seja feliz comendo!

Como fazer uma clássica farofa de ovo – das memórias da minha infância.

Sempre amei ovos. Quando eu era criança e ia “brincar na cozinha” nas tardes vazias, adorava fazer farofa de ovo, inventava mil tipos – com restinhos de vegetais, pedaços esquecidos de bacon ou sobras de carne seca. Fiz tantas que fiquei bom nelas. Quando tinha uns 11 anos, fiz uma que uma tia provou e ficou impressionada. Me senti mágico nesse dia. Ovos eram pra mim uma chance bonita de criar algo bom, acho que por isso os amo tanto, acho o ingrediente mais incrível que existe (obrigado pra sempre, galinhas). Vira e mexe volto a brincar de farofa de ovos. A cozinha foi um bom lugar para estar na infância. Essa é uma farofa simples, das clássicas que eu criava, que significa muito pra mim!

Ingredientes (para em média 2 porções):

  • Meia cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Cerca de 5 tomates-cerejas cortados ao meio
  • Pimentão vermelho picado à gosto
  • Cerca de 3 ovos
  • Zathar à gosto (tempero opcional)
  • Farinha de mandioca (o quanto bastar)
  • Coentro picado para finalizar

Modo de preparo:

Refogue a cebola com uma pitada de sal na manteiga e no azeite , acrescente o alho até ele fritar, então coloquei tomate-cereja cortado ao meio e pimentão vermelho. Refogue. Coloque os ovos e mexa sem parar – para que eles cozinhem se unindo a cremosidade da manteiga. Então, antes do ovo ficar seco, coloque a farinha de mandioca e mexa, torrando sutilmente a farinha. Tempere com sal, pimenta e zathar. Finalize com coentro picado. Pronto. Nas quantidades seja intuitivo, é bom à vezes. Veja se sente vontade de colocar menos ou mais algum elemento. Dá certo. Tem mil jeitos de fazer farofa de ovos. Não precisa fazer exatamente essa, inventa uma e me conta, vai ser legal.

Como fazer tartine de pera com presunto cru!

A palavra “tartine” vem do verbo francês “tartiner”, que significa “espalhar no pão”. É o termo que designa os famosos sanduíches abertos franceses, que consistem numa fatia de pão maravilhoso coberto com algo que combine bem e faça sentido! Essa combinação é uma das minhas preferidas – a pera casa muito bem com um queijo, e o presunto com toque de mel faz tudo ficar absolutamente emocionante! Super simples e muito bacana para um aperitivo, lanche da tarde ou para surpreender seus convidados com uma entrada muito boa!

Clique aqui e confira no IGTV do meu Instagram video completo com passo a passo dessa tartine! Aproveita e me segue por lá! Sempre saí receita nova! Meu endereço no Instagram é @rodrigo.vilasboas

Ingredientes (para cada porção):

  • 1 fatia de pão (uso baguete, mas pode ser o que preferir)
  • Umas 4 ou 5 lâminas de pera (pode ser com casca)
  • Uma fatia de presunto cru (pode ser cozido se quiser)
  • Uma colher de sobremesa de mel
  • Queijo brie à gosto (uso uns 4 pedaços)
  • Azeite de oliva extravirgem

Modo de preparo:

Regue a parte interna da fatia de pão com azeite. Coloque então as lâminas de pera, o presunto, o queijo brie e finalize com o mel. Leve ao forno pré-aquecido à 200 graus por 5 minutos mais ou menos – até o queijo derreter e a bordas sutilmente começarem a dourar.

Como fazer ajo blanco!

O ajo blanco é uma “sopa fria” típica da culinária espanhola, especificamente da região de Andaluzia. É uma variação do popular Gazpacho (também sopa fria mas com tomate na composição). Esse tipo de preparo era muito consumido pela população pobre de Andaluzia no século XVII – era um preparo muito simples com poucos ingredientes. O ajo blanco é suave, onde a delicadeza da amêndoa dança na força do alho (que aparece sutilmente), tudo contornado por uma acidez emocionante. É lindo. Como entrada, acompanhado de um pão bom, um presunto sensacional e uvas é de chorar. Na Espanha consomem também como prato principal, com batatas assadas.

Ingredientes (para 4 porções como entrada):

  • 1 xícara de amêndoas com pele
  • 1 dente de alho bem fresco
  • 1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto
  • Meia colher de chá de sal
  • 1/4 de xícara de chá de azeite de oliva extra virgem
  • Suco de meio limão
  • Meia xícara de água com gás (ou o quanto bastar, tenha um pouco a mais por perto)

Modo de preparo:

Coloque as amêndoas em um recipiente que possa ir ao fogo, cubra elas com água e leve ao fogo, quando levantar fervura desligue. Escorra a água e em seguida tire a pele das amêndoas, elas sairão facilmente (esse processo é para isso).

Coloque as amendôas no liquidificador e acrescente todos os outros ingredientes, a água coloque apenas metade. Bata e vá observando a consistência que se forma, acrescente mais água para atingir a consistência desejada.

Triture bem para não sobrar partes sólidas. Pronto. É realmente uma coisa linda e viciante. Seja feliz comendo.