Nhoque de batata-doce com molho de tomate e calabresa!

Uma receita simples, acessível e boa de verdade que vem com um lembrete: Qualquer experiência na cozinha pode ser uma experiência emocional, contanto que você enxergue assim. Aproveitem a receita (que nasceu do meu almoço simples, despretensioso e cheio de marca boa). Se divirtam fazendo!

Abaixo a receita escrita, mas recomendo que você clique aqui e assista no IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas o video completo, com todo passo a passo detalhado, daí não tem erro!

A receita da massa desse nhoque ensinei já em outro post, link abaixo para receita da massa e aqui, na sequencia, receita do molho!

Para ver a receita escrita completa da massa do nhoque de batata-doce, só clicar aqui.

Como fazer o molho de tomate com calabresa:

Ingredientes (para 4 porções):

  • Azeite de oliva extra virgem à gosto
  • 1 calabresa grande picada em cubos bem pequenos
  • Meia cebola média picada
  • 3 dentes de alho picados
  • Páprica defumada à gosto
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Sal à gosto
  • 6 tomates maduros picados ou 400ml de molho de tomate (orgânicos são sempre mais emocionantes).

Preparo do molho:

Aqueça uma panela grande e coloque fios de azeite. Acrescente a calabresa e doure um pouco, coloque a cebola, o alho e os temperos e misture. Em seguida coloque os tomates picados ou molho, deixar apurar um pouco e coloque um pouco de água e deixe apurar mais. Confira o sal e a consistência – acrescente mais água se quiser mais liquido ou deixe ferver e secar mais se quiser mais grosso.

Cozinhe o nhoque e acrescente na panela do molho bem quente, misture para tudo incorporar e sirva em seguida.

Anúncios

Quibe de abóbora recheado!

Uma receita quase obscena de tão gostosa onde quem brilha é a deusa abóbora com todo seu orange power! Pra gente aprender que aquilo que tratamos como coadjuvante pode ser protagonista! A star is born – saudemos a abóbora!

Abaixo a receita escrita, mas se quiser ver um video com o passo a passo completo, só clicar aqui, o video está no meu IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas !

Ingredientes:

  • 1kg de abóbora japonesa descascada e cortada em pedaços médios
  • 1 xícara de chá de trigo para quibe
  • 300g de cream cheese
  • Meio pote de iogurte natural (80g)
  • Queijo muçarela à gosto
  • Folhas de hortelã picadas à gosto
  • Zathar à gosto
  • Cominho em pó à gosto
  • Páprica defumada à gosto
  • 2 dentes de alho picados
  • Pimenta-do-reino à gosto
  • Sal à gosto
  • Azeite de oliva extravirgem à gosto

Modo de preparo:

Coloque os pedaços de abóbora em uma fôrma, cubra com papel alumínio e leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus até a abóbora estar completamente cozida e mole. Enquanto ela assa coloque o trigo para quibe em um recipiente e cubra com água e deixe hidratando por 30 minutos.

Misture o cream cheese com o iogurte e bata com um garfo para virarem uma mistura cremosa só. Deixe em temperatura ambiente.

Esmague a abóbora assada (pode ser num mixer ou com um garfo mesmo) até virar um purê. Escorra apertando em uma peneira o trigo para quibe, acrescente no purê de abóbora e então coloque todos os temperos, inclusive uns fios de azeite.

Coloque metade do quibe em uma fôrma untada com fios de azeite, então espalhe a mistura de cream cheese (aos poucos e com delicadeza para espalhar bem) e por cima coloque fatias de queijo muçarela, à gosto. Cubra então bem uniformemente com o restante da massa do quibe.

Se quiser, faça pequenos traços transversais na superfície do quibe para dar aquele charme, e regue com pequenos fios de azeite. Leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por cerca de 40 minutos, ou até o quibe dourar levemente por cima. Prontinho!

Receita de Areias de Cascais – Biscoito amanteigado português!

Direto de Portugal, esse biscoito mega fácil de fazer é daqueles que derretem na boca ao mesmo tempo que derrete junto o seu coração. Mas que gracinha. Vem ver que lindo, fácil e mara – isso com café é apoteótico, Camões grita. Se divirta fazendo – é daquelas biscoitos terapêuticos que a gente amassa e molda na mão passando toda energia para a massa!

Abaixo a receita escrita, mas se quiser ver um video completo dela com todo passo a passo detalhado, clique aqui e confira no IGTV do meu Instagram @rodrigo.vilasboas ! Aproveita e me segue por lá, sempre tem novidades!

Ingredientes:

  • 300g de farinha de trigo
  • 150g de açúcar refinado
  • 200g de manteiga gelada cortada em pedaços
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo:

Coloque a farinha de trigo em uma tigela, acrescente o sal e o açúcar e misture. Em seguida coloque a manteiga e comesse a esmagar ela com as pontas do seus dedos na farinha, incorporando ela até tudo virar uma coisa só – uma farofa amanteigada que fica bem esfarelada com aspecto de areia. só amasse demais para não esquentar muito a massa.

Pegue pequenas quantidades da massa e com o calor de sua mão molde bolinhas. Leve para assar em forno pré-aquecido à 190 graus por entre 15 à 20 minutos – depende da potência de seu forno, o ponto é quando começa a dourar levemente por cima.

Tire do forno e passe eles, ainda quente, em um pouco de açúcar, como se fosse empanar – mas não passe muito para não ficar muito carregado de açúcar. Deixe esfriar e prontinho!

Como fazer terrine de cogumelos!

Receita simples, nutritiva e criativa – uma alternativa linda e boa, porque ninguém precisa comer carne todo dia, qualquer consumo exagerado de produtos de origem animal geram desequilibrios ao meio ambiente, e o equilibrio começa com nossas escolhas, na nossa cozinha. E explorar todas as possibilidades da natureza é sempre incrível! Na França esse preparo é chamado de “Terrine forestière”, e costuma ser feita com cogumelos selvagens, é um preparo muito antigo! Vamos à receita?

Ingredientes:

  • 350g de cogumelos frescos (qual tipo você preferir, mas tem que ser fresco!)
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • Meia cebola média picada
  • 2 dentes de alho esmagados
  • 4 ovos
  • 250g de creme de leite fresco
  • 2 colheres de chá de mostarda ds Dijon
  • 2 colheres de sopa de salsa ou coentro picados
  • Sal e pimenta-do-reino à gosto

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno à 170g. Forre uma forma retangular (tipo aquelas de bolo inglês) com papel manteiga.

Limpe os cogumelos com um papel toalha para tirar as sujeiras – nunca os lave com água, eles absorvem água e isso muda a textura deles. Pique-os grosseiramente, deixando em pedaços grandes. Em uma frigideira, refogue o alho e a cebola na manteiga, quando a cebola começar a dourar, coloque os cogumelos e refogue por uns 10 minutos, até soltarem toda água.

Em uma tigela, bata os ovos com o creme de leite e a mostarda. Tempere com sal e pimenta.

Retire os cogumelos da frigideira (com uma escumadeira, para escorrer a água. Coloque-os na fôrma que você preparou, espalhando uniformemente, então coloque por cima a mistura de ovos. Leve ao forno pré-aquecido por 15 minutos, ou até ficar firme. Retire do forno e deixe esfriar um pouco antes de servir.

Bon appétit!

Clique aqui e acesse meu Instagram. Lá no meu IGTV tem um video completo dessa receita com todo passo a passo!

Couscous cítrico e a chance de paz.

Eu realmente acredito que uma receita pode nos conduzir por um estado emocional diferente. E cada tipo de receita pode oferecer um tipo específico de emoção – algumas nos dão energia, entusiasmo e vontade de dançar, outras nos acalmam, outras nos fazem refletir sobre coisas complexas, outras nos inspiram a amar. Essa aqui é uma receita de calma, leveza e paz. Através dela, ouvindo uma música gentil e boa, eu experimento um real sentimento de paz.

Ingredientes:

  • 300g de couscous marroquino
  • Cerca de 10 azeitonas com caroço (porque é bom às vezes usar as coisas como elas realmente são, com caroço e toda verdade delas).
  • 2 colheres de chá de raspas de limão siciliano
  • cerca de 2 latas de atum sólido
  • Meia xícara de chá de ervilhas frescas (ou aquelas congeladas)
  • Cheiro verde picado à gosto
  • 1 tomate picado
  • Meia cebola média picada

Modo de preparo:

Se seu atum vier no azeite, separe ele do azeite e reserve para usar (nunca jogue algo que pode ser usado fora). Coloque para ferver 300 ml de água, acrescente 2 colheres de sopa de azeite e 1 colher e meia de chá de sal. Quando ferver coloque o couscous, misture, desligue o fogo e deixe hidratar por 8 minutos. Depois abra e misture pra soltar o couscous.

Em uma frigideira coloque 2 colheres de sopa de azeite, leve ao fogo médio e refogue a cebola, em seguida coloque o tomate e a ervilha, também refogue. Acrescente as raspas de limão, as azeitonas e o atum. Refogue até tudo misturar bem. Coloque essa mistura no couscous hidratado e misture tudo. Pronto. Coma em paz.

Clique aqui e acesse meu Instagram – lá no meu IGTV tem um vídeo com um passo a passo de toda a receita. 

Tapioca significativa de banana e queijo!

Receita simples com uma combinação impactante – que revela toda potência e sutileza do nordeste do nosso Brasil. Um dos meus jeitos preferidos de comer tapioca. Faço em muitas tardes dessa vida, e esse é o tipo de preparo que me faz parar pra sentar na mesa de casa sozinho a tarde e respirar fundo, através da experiência sutil e boa com uma tapioca. Acho que essa receita me acalma, entende? Faz pra entender.

Ingredientes:

Atenção: Todas quantidades são a gosto, dependem do tamanho da tapioca e o quanto você gosta menos ou mais recheada. Coloque a quantidade que for vendo que faz sentido.

  • Tapioca
  • Queijo (melhor se for coalho)
  • Manteiga (melhor se for baiana, mas se não for, tudo bem)
  • Banana (melhor se for da terra, se não tudo bem também)

Modo de preparo:

Corte a banana em cubos/pedaços pequenos. Em uma panela ou frigideira, aqueça um pouco de manteiga e coloque a banana. Refogue por 1 minuto ou 2, só para a banana amolecer e ficar cremosa linda.

Em uma frigideira, coloque a quantidade de tapioca que for usar. Espalhe montando um disco liso e uniforme. Espere 1 minuto e vire. Coloque a banana que refogou na manteiga e o queijo em pedaços. Deixe uns segundos e então feche a tapioca, espere mais uns segundos até o queijo derreter. Tire e sirva passando um pouco de manteiga por cima para umedecer mais, é bom. Seja feliz comendo.

Clique aqui e acesse o meu Instagram – lá no IGTV tem video completo com todo passo a passo desse preparo!

Rocambole de carne moída recheado!

Receita absolutamente simples e deliciosa, que fica linda e conquista qualquer pessoa. Ela me conquistou há anos. Faço esse rocambole muitas vezes, é um dos pratos preferidos da minha mãe, então é uma receita que me lembra muito ela e nossa paixão em comum pela cozinha. Sabe quando você vai para a cozinha fazer algo e desde o inicio aquilo já te traz a memória de alguém e do seu afeto por esse alguém? Então. Aproveite a simplicidade e sabor lindo desse prato com alegria e entusiasmo. Se divirta fazendo.

Ingredientes:

  • 1kg de carne moída (uso sempre acém, patinho ou colchão mole)
  • Meia cebola média picada em cubos
  • 2 dentes de alho triturados
  • Temperos à gosto (eu uso páprica defumada, cominho, zathar e pimenta-do-reino – cerca de meia colher de chá de cada).
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo ou creme de cebola (ou mais, até dar liga suficiente)
  • Fios de azeite de oliva extra virgem
  • Cerca de 200g de presunto
  • Cerca de 200g de muçarela
  • Cerca de 1 colher e meia de chá de sal (se usar creme de cebola, use menos sal, equilibre)

Você precisará de uma folha de papel alumínio grande e de um molho para cobrir. Sempre uso molho de tomate. Clique aqui e veja uma receita de molho de tomate caseiro ou use o que você preferir.

Modo de preparo:

Em uma forma coloque a carne moída, acrescente a cebola, o alho, todos os temperos, fios de azeite e a farinha de trigo (ou creme de cebola, se for usar). Misture tudo muito bem até virar uma massa com liga, se a carne ainda ficar muito solta, acrescente um pouco mais de farinha de trigo.

Abra uma folha grande, retangular, de papel alumínio sob uma bancada, com a parte brilhante virada para cima, e abra a carne nela, deixando-a num formato retangular para depois enrolar o rocambole. Pressione a carne e ajeite as laterais para ficar firme e uniforme.

Coloque então uma camada de presunto e depois uma camada de queijo. As quantidades são a gosto, mas não encha muito, se não o rocambole não fecha direito! De 200g à 250g de cada é o ideal.

Com a ajuda do papel alumínio, vá fechando o rocambole, enrolando e cuidando para que o recheio vá ficando dentro. No final, una as partes da carne para grudar um lado no outro e fechar o rocambole. Com seus dedos, feche toda abertura, modelando bem para evitar que abra (é normal que vaze um pouco do recheio quando assar, mas quanto melhor você fechar mais garantia terá de que o recheio ficará dentro.

Após fechar por completo, feche com papel alumínio, deixe algumas partes do papel aberta para escapar vapor. Leve para assar em forno pré-aquecido à 200 graus por cerca de 1 hora (1 hora para cada 1kg). Após 1 hora retire do forno, abra o papel e retire-o por completo. Volte para o forno e deixe dourar um pouco, por cerca de 15/20 minutos.

Pronto! Retire e regue com o molho de sua preferência, como falei, sempre rego com molho de tomate. Depois de colocar o molho gosto de levar ao forno por mais 5/10 minutos, mas é opcional!

No meu Instagram tem um video no IGTV completo com um passo a passo bem detalhado da receita! Clique aqui e veja lá! 

Bon appétit!

Como fazer Cartola! Receita simples e incrível!

Cartola – uma sobremesa absolutamente brasileira, que é resultado de uma mistura de hábitos e tradições dos portugueses, povos indígenas e africanos – quer algo mais brasileiro que um doce que une referências dos 3 principais povos que compõe a cultura do nosso país? Não é a toa que a cartola é considerada patrimônio cultural imaterial do estado do Pernambuco – veja que chique! Amo fazer um doce que me conecta com a história cultural do meu país! Cozinha é conexão histórica, e isso faz muito bem para a alma, meu povo!

Abaixo receita escrita, mas te sugiro clicar aqui e ir lá no meu Instagram @rodrigo.vilasboas e ver o video completo dessa receita, onde ensino o passo a passo completo bem detalhado! O video está no no meu IGTV.

Ingredientes (para cada porção):

  • 1 banana
  • 2 pedaços (fatias grossas) de queijo – preferencialmente coalho, mas eu uso o canastra também
  • Açúcar à gosto
  • Canela à gosto
  • Manteiga (preferencialmente de garrafa)
  • Melado de cana (opcional)

Modo de preparo:

Aqueça uma colher de chá de manteiga numa frigideira antiaderente. Corte a banana ao meio (no sentido do comprimento) e doure ela dos dois lados. Reserve. Limpe o excesso de gordura da frigideira e coloque o queijo, doure um lado dele – é importante que crie uma casquinha crocante, isso faz toda diferença. Agora monte sua cartola: Coloque o queijo tostado sob a banana e polvilhe com açúcar e canela. E se quiser, coloque um pouco de melado de cana por cima.

Seja feliz comendo esse doce marca cultural do nosso paraíso tupi-guarani!

Como fazer ovo benedict!

Um clássico que todo mundo pensa que é francês mas na verdade é americano! O nome homenageia um famoso executivo da Wall Street, Lemuel Benedict, que pediu que fosse feito um prato com ovos, presunto e molho hollandaise para curar uma ressaca numa manhã qualquer – vindo de uma solicitação cura ressaca, o prato ganhou fama e tem uma combinação que é impossível não amar – Um pão fofo, presunto, ovo poché e molho hollandaise! Socorro… é uma ousadia de tão bom. Vem comigo te ensino essa receita onde o ovo (meu ingrediente preferido) é protagonista!

Abaixo tem a receita escrita, mas eu te sugiro muito que assista o video que fiz dessa receita, onde mostro o passo a passo detalhadamente, as chances de você acertar aumentam muito! Clique aqui e veja o video lá no meu Instagram @rodrigo.vilasboas, está no meu IGTV!

Para fazer ovo benedict, você precisará, por porção, do seguinte:

  • Molho hollandaise (à vontade)
  • 1 ovo poché
  • 1 fatia de pão fofo (brioche é o melhor)
  • 1 fatia de presunto (cru ou cozido) ou também pode ser bacon
  • Manteiga

Clique aqui e veja como fazer um molho hollandaise perfeito!

Clique aqui e veja como fazer um ovo poché perfeito!

Após ter esses dois preparos prontos, é só montar seu ovo benedict:

Passe manteiga na fatia do seu pão e coloque o presunto, depois o ovo poché e regue com uma generosidade de molho hollandaise! Prontinho! Seja muito feliz comendo!

Bon appétit!

Falando em ovos, onde você compra os seus? O que acontece com as galinhas que os produzem? Eu compro ovos de galinha de vida digna – Clique aqui e veja um artigo onde falo um pouco disso.

Como fazer Clafoutis! Sobremesa de casa de vó francesa!

Clafoutis – Uma sobremesa típica da região de Limousin, na França! Esse é o tipo de doce que uma avó francesa faz para seus netinhos – absolutamente aconchegante! Consiste em frutas assadas em uma massa simples de ovos – originalmente ele é feito com cerejas, mas qualquer fruta madura e emocionante te dá um clafoutis lindão! Fazendo essa coisa fofa vamos nos sentir numa casa de vó francesa – porque como sabemos, a cozinha pode nos transportar para qualquer lugar do mundo!

Clique aqui e veja o vídeo completo da receita de clafoutis no IGTV no meu Instagram @rodrigo.vilasboas .  Lá tem um passo a passo bem detalhado que te ajudará muito! E aproveita e me segue por lá, sempre tem receita nova!

Ingredientes (rende 6 porções):

  • 4 ovos
  • 150g de açúcar
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 250g de morangos ou cerejas, ou que fruta você quiser.
  • 20g de farinha de amêndoas
  • 100 ml de leite
  • 100g de creme de leite (de preferência fresco)
  • Uma pitada de sal

Você vai precisar de 6 ou 7 ramequins untados (com manteiga e farinha) ou uma forma grande de mais ou menos 19×20.

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno à 190 graus. Em um bowl, misture os ovos com o açúcar e a pitada de sal e bata até esbranquiçar. Acrescente a farinha de trigo e a farinha de amêndoas e incorpore na mistura. Em seguida acrescente o leite e o creme de leite e incorpore, reserve. Distribua os morangos nos ramequins (ou na fôrma única, se for usar) – gosto de deixar eles inteiros. Em seguida distribua a massa pelos ramequins, deixando uma pontinha dos morangos para fora. Leve ao forno e asse por 30/40 minutos, até firmar e dourar. Pronto! Sirva quente ou frio – eu amo morno. Seja feliz comendo!

Obs: Ao assar eles crescem, mas quando tira do forno murcha, é assim mesmo, fique em paz.