Como fazer Crack pie! A torta viciante da Christina Tosi!

Crack pie – Você verdadeiramente não consegue parar de comer, essa torta vicia, e por isso o nome. Feita com ingredientes muitos simples, ela tem um preparo curioso (que envolve assar, depois congelar e então descongelar a torta – para condensar o recheio). Essa receita divertida é marca registrada da cativante @christinatosi – na nova temporada do @chefstablenetflix (que é um especial de confeitaria) o primeiro episódio é sobre a vida e obra de Christina, é absolutamente encantador. O modo alegre e sincero que ela encara um doce me emociona. Assim como Christina, se alguém me perguntar o que eu poderia fazer pra sempre na vida, eu responderia: cookies. Christina é dona do famoso @milkbarstore , e também é a Paola Carosella dos EUA (é jurada do Masterchef de lá) – parece que minha cina é amar juradas do Masterchef. Ela criou essa torta em um dia que tinha pouquíssimos ingredientes, todos muito simples – uma receita despretensiosa e singela que ganhou o mundo, que lindo isso. Compartilho aqui a receita original, divulgada pela própria autora. Fiz, testei e amei sem medidas!

Sobre a receita – ela é dupla:

Essa receita é para fazer 2 tortas (de aproximadamente 22 cm de diâmetro, que serve de 8 à 10 pessoas). Vou compartilhar a receita assim porque é assim que a encontrei, exatamente do modo como Christina ensina. Quando fiz foi assim, 2 tortas, mas creio que se você quiser apenas 1 pode dividir em 2 todas as quantidades que dará certo (mas não posso garantir porque ainda não tentei cortar a receita no meio para apenas uma torta). Sugiro fazer 2, porque 2 é melhor que 1. E como o congelamento é um processo que a torta passa antes de ser servida, você pode manter a segunda congelada por 1 mês ou até um pouco mais, e descongelar apenas quando decidir servir.

Ingredientes (para 2 Crack pies – cada uma serve cerca de 8 pessoas):

Para a massa da torta (o biscoito de aveia):

  • 115 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 75 g de açúcar mascavo claro
  • 40 g de açúcar granulado
  • 1 gema
  • 80 g de farinha de trigo
  • 120 g de flocos de aveia
  • 0.5 g de fermento em pó (aproximadamente meia colher de chá)
  • Uma pitada de bicarbonato de sódio
  • 2 g de sal (aproximadamente meia colher de chá)

Para o recheio da Crack pie:

  • 300 g de açúcar granulado
  • 180 g de açúcar mascavo claro
  • 20 g de leite em pó desnatado
  • 24 g de farinha de milho (fubá)
  • 6 g de sal (aproximadamente 1 colher e meia de chá rasa de sal)
  • 225 g de manteiga derretida
  • 160 g de creme de leite
  • 1 colher de sobremesa de extrato (ou essência) de baunilha
  • 8 gemas*

*É muito importante nessa receita não deixar nem um pouco de clara ficar com as gemas, se as gemas forem junto com vestígios de clara irá alterar muito o resultado da receita. O melhor jeito de separar gemas de claras é com as suas mãos (nela você consegue sentir quando exatamente toda clara foi retirada e só ficou a gema). Não esqueça de lavar a sua mão com água morna por 30 segundos antes e depois de manusear ovos diretamente nelas).

Para montagem e finalização das tortas:

  • 1 receita do biscoito de aveia já frio
  • 1 receita do recheio de Crack pie
  • 15 g de açúcar mascavo claro
  • 1 g (aproximadamente meia colher de chá) de sal
  • 55 g de manteiga derretida, ou o quanto bastar
  • Açúcar de confeiteiro, para finalizar

Modo de preparo:

1) Massa da torta (Biscoito de aveia):

Pré-aqueça seu forno à 180 graus. Bata (preferencialmente em uma batedeira) os açúcares com a manteiga até obter um creme fofo e claro. Raspe as laterais para garantir que tudo se misturou bem, continue batendo e acrescente a gema – bata até que os granulados de açúcar se dissolvam por completo e a mistura fique uma cor pálida. Continuando a bater em velocidade baixa, acrescente a farinha, a aveia, o sal, o fermento em pó e o bicarbonato. Misture até tudo se incorporar muito bem – fica uma massa densa e gordurosa, com aspecto de massa de cookie. Coloque a massa em uma fôrma larga untada ou antiaderente, espalhe ela pela fôrma para que fica em uma altura de 7 milímetros. Asse por aproximadamente 15 minutos (ou até dourar levemente, com cor e cara de cookie). Retire e deixe esfriar completamente. Dica: Se você fizer apenas uma torta e sobrar esse biscoito, em um pote bem fechado ele fica fresco por mais de 1 semana, é uma delícia com café.

2) Recheio da Crack pie:

Dica valiosa: Usar uma batedeira faz muita diferença no resultado final, se a sua tiver um acessório de remo para bater, melhor ainda – se você bater à mão com fouet não alcançará o resultado perfeito – que é um recheio denso e pegajoso. A velocidade também é importante, sempre bater em velocidade baixa – muito alta incorpora muito ar, e isso também afetará na densidade da Crack pie.

Misture o açúcar, o açúcar mascavo, o leite em pó, a farinha de milho e o sal na tigela da batedeira, até tudo ficar uma coisa só. Batendo em velocidade baixa, acrescente a manteiga, bata por cerca de 1 minuto, até todos ingredientes secos estarem úmidos e envolvidos na manteiga. Adicione o creme de leite e a baunilha e continue batendo em velocidade baixa, até que o creme de leite tenha incorporado completamente. Raspe as laterais da tigela para garantir uma mistura total. Adicione as gemas, uma a uma, batendo em velocidade super baixa, apenas o suficiente para incorporar – não queremos que seja incorporado ar aqui – quando todas as gemas estiverem incorporadas o creme deve ser brilhante e homogêneo. Prontinho! O recheio está pronto para ser usado. Se não for usar imediatamente, guarde em um porte hermético na geladeira por até uma semana.

3) Montando a torta e finalizando:

Pré-aqueça seu forno à 180 graus. Coloque o biscoito de aveia, o açúcar mascavo e o sal em um processador e triture tudo, até ficar com aspecto de areia molhada. Se não tiver um processador, pode fazer na mão, esmigalhando tudo muito bem. Transfira o biscoito triturado para uma tigela e acrescente a manteiga e misture até ficar úmido o suficiente para fazer uma bola (se não for suficiente, acrescente mais manteiga).

Feito isso, divida a massa em 2 partes – cada uma será a base de uma torta. Use cada uma das partes para cobrir s uma fôrma de aproximadamente 22 cm de diâmetro, untada ou que seja antiaderente, ou também pode forrar o fundo da fôrma com papel manteiga. As fôrmas devem ficar completamente cobertas, uniformemente, vá ajeitando e pressionando a massa com seus dedos para garantir isso.

Coloque então o recheio nas tortas, dividindo ele por igual entre as duas – o recheio deve encher cerca de 3/4 do espaço, não chegando assim até o topo (as tortas são bem baixas mesmo). Leve então as tortas para assar (sugiro uma de cada vez se seu forno não for muito grande) por aproximadamente 15 minutos – o topo deve ser dourado, mas o recheio ainda mole e instável. Abra então a porta do seu forno e diminua a temperatura para 165 graus – enquanto a temperatura diminui, deixe a porta do forno aberta (as tortas ficam lá dentro do forno durante esse processo todo). Quando a temperatura chegar em 165 graus feche o forno e deixe as tortas lá por mais 5 minutos. Após esse tempo verifique: O recheio deve estar ainda meio mole no centro mas as bordas devem estar mais rígidas. Se o recheio ainda estiver muito mole também nas bordas deixe por mais 5 minutos ou mais, até atingir o estado ideal: Mole no centro e mais rígido nas bordas.

Retire então a torta do forno e deixe esfriar em temperatura ambiente (se estiver com pressa pode por na geladeira ou freezer). Em seguida vem um passo importante que é a marca registrada da Crack pie: Congele a torta por pelo menos 3 horas ou por uma noite para condensar o recheio – isso é muito importante.

Retire as tortas do freezer e coloque na geladeira para descongelar 1 hora antes de servir. As tortas duram congeladas mais de 1 mês, e na geladeira ficam boas por cerca de 1 semana. Prontinho! A incrível Crack pie está pronta! Sirva ela fria! Decore com açúcar de confeiteiro peneirado por cima. Seja feliz, ela é emocionante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s